Futebol

APAF apresenta queixa contra Benfica, Jesus, Otamendi e Grimaldo

APAF apresenta queixa contra Benfica, Jesus, Otamendi e Grimaldo

A Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF) apresentou esta sexta-feira queixa ao Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol contra o Benfica, o treinador Jorge Jesus e os jogadores Otamendi e Grimaldo.

A queixa contra o clube deve-se ao que foi escrito esta sexta-feira na newsletter das águias sobre a arbitragem de Artur Soares Dias, cujo título é "Impedidos de ganhar".

"O que ficou explícito em campo foi uma dualidade de critérios em matéria disciplinar, com um segundo amarelo perdoado aos 80 minutos a Pepe, seguido de uma anulação de uma jogada de golo. Uma dupla penalização para o Benfica, com influência no resultado. Nem amarelo, nem jogada de golo, quando já antes, em situações similares, o árbitro tinha deixado prosseguir a marcação da falta. A ausência de segundo amarelo é ainda mais incompreensível se tivermos em conta o lance da admoestação imposta a Weigl, logo na primeira parte", escreveram os encarnados.

E prosseguiram sobre o árbitro: "Desejamos a Artur Soares Dias as maiores felicidades no Campeonato da Europa, mas se não consegue ser imparcial e se sente condicionado a apitar jogos do Benfica diante do FC Porto, à imagem do que aconteceu ontem e no passado, iniba-se desse encargo".

No que ao treinador respeita, as declarações proferidas no final do jogo é que motivaram a queixa. Jorge Jesus considerou que "muitas decisões foram contra o Benfica" e defendeu que a arbitragem "teve influência no resultado", salientando que houve pormenores em que sentiram "para onde está a balança".

No caso dos jogadores Grimaldo e Otamendi em causa está o que escreveram nas redes sociais. O central escreveu "vergonhoso, inacreditável" e o lateral-esquerdo "a mesma história de sempre... vergonhoso".

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG