Futebol

"Aqui não há Militões, nem há Conceições: há o F.C. Porto"

"Aqui não há Militões, nem há Conceições: há o F.C. Porto"

Sérgio Conceição, treinador do F. C. Porto, comentou o triunfo em Tondela (0-3) e o castigo a Éder Militão. Pepa afirmou que os dragões venceram justamente.

"Consistência e organização defensiva são a base do sucesso. Fizemos um jogo fantástico em todos os momentos. Foi um jogo dentro daquilo que era uma adversidade, porque sabíamos que tínhamos muita gente de fora. Mas toda a gente está presente e quer muito ganhar. Este é um sentimento fantástico que temos no balneário. A vitória é do grupo de trabalho", começou por dizer Sérgio Conceição no final do jogo frente ao Tondela.

Já sobre a saída de Éder Militão da convocatória por motivos disciplinares, foi breve. "Parafraseando o nosso mestre, o senhor Pedroto dizia: os problemas não se resolvem porque nem chegam a existir. Aqui não há Militões, não há Conceições, não há ninguém: há o F. C. Porto. Há rigor, há disciplina. Há regras e os jogadores sabem disso. É um assunto interno, que não chega a ser assunto. Resolvemos como resolvemos outros. Tenho de ver o que é melhor para o grupo de trabalho. Toda a gente merece respeito. Não só os que jogam. Não só os que possam ter um bocadinho mais de estatuto".

Do outro lado, desapontado com a derrota, Pepa considerou que a equipa foi bloqueada pelos dragões, admitindo que o segundo golo portista, logo após o reatamento, acabou por matar a partida e as aspirações beirãs.

"Não conseguimos e deixo os meus parabéns ao F. C. Porto pela forma como nos bloqueou. Sofremos o primeiro golo, mas depois conseguimos equilibrar e até crescemos na primeira parte e tivemos oportunidades para empatar", afirmou o técnico do Tondela.

Outros Artigos Recomendados