Futebol

Árbitro Nuno Almeida no jogo do F.C. Porto e Bruno Esteves no Sporting

Árbitro Nuno Almeida no jogo do F.C. Porto e Bruno Esteves no Sporting

O árbitro Nuno Almeida, da Associação de futebol do Algarve, dirige o jogo entre F.C. Porto e Desportivo das Aves, e Bruno Esteves, de Setúbal, estará na receção do Sporting ao Paços de Ferreira.

As nomeações para estes jogos da 29.ª jornada da I Liga de futebol foram divulgadas este domingo pelo Conselho de Arbitragem (CA), com Nuno Almeida a ter no Estádio do Dragão (18 horas) os árbitros assistentes António Godinho e Paulo Ramos, e Vasco Santos no vídeoárbitro.

No estádio José Alvalade, em jogo com início marcado para as 20.15 horas, Bruno Esteves terá como assistentes Rui Teixeira e Rui Cidade, e na qualidade de VAR o árbitro Hélder Malheiro.

Para outro jogo do dia, o CA da Federação Portuguesa de Futebol nomeou António Nobre, da Associação de Leiria, para a receção do Desportivo de Chaves (8.º) ao Belenenses (11.º), a partir das 16 horas.

O F.C. Porto (2.º classificado) recebe o Desportivo das Aves (15.º), depois de ter visto no sábado à noite o Benfica vencer em Setúbal (2-1) e dilatar, com mais um jogo, a vantagem na liderança da I Liga para quatro pontos.

Na receção ao Paços de Ferreira (13.º), o Sporting (3.º) entra em Alvalade depois de dias de "convulsão", num diferendo entre o presidente do clube e os jogadores.

Bruno de Carvalho criticou na quinta-feira as exibições de alguns jogadores do Sporting, a seguir à derrota em casa do Atlético de Madrid (2-0), na Liga Europa.

Na sexta-feira, 19 jogadores do plantel, entre os quais Rui Patrício, William Carvalho, Coates, Gelson Martins e Bruno Fernandes, divulgaram um comunicado em que manifestaram "desagrado" com as críticas do presidente do clube.

Em resposta, Bruno de Carvalho partilhou um texto no Facebook, visível para os seus amigos na rede social, em que suspendia os jogadores que subscreveram um comunicado e fazia saber que teriam de enfrentar a disciplina do clube.

No sábado, o treinador da equipa, Jorge Jesus, afirmou que os futebolistas não receberam qualquer nota de suspensão por parte do clube e garantiu que Bruno de Carvalho lhe deu "liberdade para convocar os jogadores" que entendesse para o jogo deste domingo.