Futebol

Arouca vai avançar com plano de insolvência

Arouca vai avançar com plano de insolvência

O Arouca, da Liga 2, viu rejeitado o Processo Especial de Revitalização (PER) e vai avançar com um plano de insolvência depois da sentença publicada esta quinta-feira pelo Tribunal da Comarca de Aveiro.

"O Arouca tem um tempo legal de 30 dias para aplicar um plano único de recuperação, de insolvência. É um projeto como o PER, que só muda o nome. O Arouca pode negociar os pagamentos com os credores", explicou à Lusa o diretor de comunicação do emblema arouquense, Luís Martins.

A Lusa teve acesso à sentença de declaração de insolvência do Tribunal Judicial da Comarca de Aveiro, publicada hoje, sendo que o prazo para a reclamação de créditos foi fixado em 30 dias.

"Como a decisão saiu hoje, o Arouca tem de enviar uma carta em como quer negociar com os credores e demora sempre algum tempo este processo. O Arouca tem 30 dias para responder ao aviso e depois vamos resolver isso. Era algo que já estávamos à espera tendo em conta a situação de há duas épocas", explicou, referindo-se à demissão da direção do clube e a administração da sociedade gestora do futebol, ambas lideradas por Carlos Pinho, em maio de 2019, quando o clube desceu ao Campeonato de Portugal.

O Arouca é atualmente o quinto classificado da Liga 2 e recebe no dia 21 o Vitória de Guimarães na terceira eliminatória da Taça de Portugal.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG