Futebol

As reações ao sorteio da Taça de Portugal

As reações ao sorteio da Taça de Portugal

F. C. Porto, Benfica, Sporting, Vitória de Guimarães, Braga, Feirense, Aves e Leixões conheceram esta sexta-feira os adversários dos quartos-de-final da Taça de Portugal. O sorteio já teve reações dos representantes dos clubes.

Beto, representante do Sporting, foi o único dos três grandes a não comentar devido à ausência do representante do Feirense, equipa adversária dos leões nos quartos de final da prova rainha.

Flávio Meireles (Vitória de Guimarães, que recebe o Benfica)

"É um jogo de exigência máxima, mas quem chega a esta eliminatória já sabia que os clubes que passaram são todos grandes clubes. Esperamos um jogo de extrema dificuldade mas, com a ambição que nos caracteriza, tudo vamos fazer para passar a eliminatória. Vão estar todas as condições reunidas para que seja um dia de festa", disse.

Tiago Pinto (Benfica, que defronta o Vitória de Guimarães)

"Vai ser, com certeza, um grande jogo, com a particularidade de três dias depois estarmos a jogar para o campeonato em Guimarães. O Benfica tem, obviamente, a ambição de ganhar a Taça de Portugal".

PUB

Quim (Aves, que recebe o Braga)

"Logicamente não será um jogo fácil. Jogamos em casa, contra um adversário difícil, mas todos eram nesta fase. Acredito que o Braga traga muita gente, que seja um grande espetáculo e que o Aves passe à próxima eliminatória. É isso que eu espero".

Alan (Braga, que defronta o Aves)

"Claro que não há jogos fáceis. É um campo extremamente difícil, mas todos querem chegar à final. Queremos passar o Aves. E vamos fazer. Vamos apostar um almoço", disse em jeito de brincadeira para Quim.

Paulo Lopo (Leixões, que recebe o F. C. Porto)

"O nosso objetivo era mesmo jogar em casa, porque o Leixões tem um sentimento especial por esta taça. É bom para nós, porque vamos receber um clube da terra, cofundador connosco da AF Porto. Esperamos um bom resultado, porque somos ambiciosos. Achamos que os clubes não se medem pelo dinheiro que investem, mas pela garra e ambição e querer".

Fernando Gomes (F. C. Porto, que defronta o Leixões)

"É um jogo histórico, nós respeitamos a história. Sei bem o que é jogar no Estádio do Mar. Temos que dar tudo para vencer. O nosso presidente, o nosso treinador e eu, na primeira eliminatória, dissemos que queremos reconquistar o troféu. Para isso, temos de estar preparados para defrontar todas as equipas e vencer. Em 1960/61 tivemos um dissabor e não queremos voltar a passar por isso".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG