O Jogo ao Vivo

Desporto

Associação de ciclistas quer equipas alargadas na Volta a Portugal

Associação de ciclistas quer equipas alargadas na Volta a Portugal

A Associação Portuguesa de Ciclistas Profissionais (APCP) solicitou aos organizadores da Volta a Portugal e à Federação Portuguesa de Ciclismo para que o número de atletas por equipa, na prova, passe de sete para oito

Segundo a associação, a medida pretende colmatar o atraso no arranque da presente época desportiva, devido às contingências da pandemia de covid-19, e às poucas provas profissionais realizadas em 2020, que deixou muitos corredores nacionais sem competir.

Além disso, a APCP defende, também, que este alargamento possibilitará uma maior oportunidade para os jovens corredores e uma melhor estruturação dos plantéis das equipas para a próxima época.

"A UCI deu abertura para que este ano isso possa acontecer, e as três grandes Voltas também já são para oito corredores. Na nossa Volta a Portugal isso também podia acontecer, porque beneficia as equipas e os corredores", disse Paulo Couto, presidente da associação, ao JN.

O dirigente considerou, ainda, que "aproveitando o embalo, a medida podia também vigorar para o Grande Prémio JN".

A edição deste ano da Volta a Portugal está agendada de 4 a 15 de agosto, enquanto o Grande Prémio JN está marcado de 30 de agosto a 5 de setembro

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG