O Jogo ao Vivo

Liga Europa

Ataque pouco eficaz não deixa águia voar na Bélgica

Ataque pouco eficaz não deixa águia voar na Bélgica

Benfica foi superior ao adversário, mas erros defensivos e ofensivos não permitiram celebrar o triunfo. Equipa recuperou de duas desvantagens, graças a golos de Everton e de Pizzi.

Com um ataque muito pouco eficaz e uma defesa que, mais uma vez, voltou a comprometer, o Benfica não conseguiu melhor que um empate (2-2) frente ao Standard Liège, na Bélgica, no último duelo da fase de grupos da competição. Já apurados, os encarnados almejavam a hipótese de chegar ao primeiro lugar, mas o resultado, aliado à vitória do Rangers diante do Lech Poznan, acabaram por ratificar a segunda posição. Sinónimo de que não serão cabeças de série no sorteio dos 16 avos de final.

A equipa de Jorge Jesus foi superior ao adversário, mas sem ovos não se fazem omeletes. Depois de falhar três oportunidades para inaugurar o marcador nos minutos iniciais, o Benfica sofreu o primeiro golo na primeira chance do adversário. No meio da grande área, Raskin ganhou um lance aéreo e cabeceou de forma certeira.

As várias mudanças no onze, com destaque para as entradas de João Ferreira, Jardel e Pedrinho, não retiraram personalidade ofensiva à equipa portuguesa que, em desvantagem, acelerou ainda mais a partida e rapidamente chegou ao empate. Após cruzamento de Taarabt, Everton empatou.

Apesar de mais tranquilo, o Benfica voltou a cair no mesmo erro: grande capacidade de chegar à grande área belga, mas muita dificuldade em fazer bem o último passe ou de rematar no momento certo. Antes do intervalo, Darwin teve uma chance, mas complicou ao preferir tentar descobrir uma linha de passe.

PUB

No segundo período, a toada da partida manteve-se e, novamente contra a corrente, o Liège voltou a marcar. Um remate de Tapsoba, que aproveitou um mau passe de Taarabt, bateu na perna de Vertonghen e traiu Helton Leite mas, à semelhança do que ocorreu no primeiro período, as águias voltaram de forma célere ao jogo. Já depois de Darwin atirar ao poste, o recém-entrado Pizzi fez o 2-2, de penálti.

Com a artilharia pesada em campo, face às substituições operadas por Jesus, Rafa, Pizzi e, mais tarde, Gabriel, deram outro perfume ao futebol da equipa portuguesa, mas a baliza de Bodart manteve-se inviolada. Nos descontos, Pizzi foi infeliz ao ver uma bola ser devolvida pela trave. O Benfica recuperou de duas desvantagens, mas o empate soube a pouco.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG