Futebol

Atlético de Madrid empata com Betis e recupera liderança isolada

Atlético de Madrid empata com Betis e recupera liderança isolada

O Atlético de Madrid empatou (1-1), este domingo, em casa do Betis, na 30.ª jornada, e retomou a liderança isolada da Liga espanhola, com um ponto de vantagem sobre o Real Madrid e dois do Barcelona.

Numa partida em que o regresso à titularidade de João Félix foi aziago, uma vez que o português foi substituído na sequência de um toque no tornozelo direito, começou melhor o Atlético de Madrid, que chegou à vantagem pelo belga Yannick Carrasco, aos cinco minutos.

O Betis, que nos minutos finais lançou o português William Carvalho, colocou sempre grandes problemas ao Atlético de Madrid e chegou ao empate pelo ex-portista Cristian Tello, aos 20 minutos, com um remate de primeira a cruzamento de Alex Moreno.

Com o campeonato a avançar para o seu termo, a luta no cimo da tabela está ao rubro, uma vez que a vantagem do Atlético de Madrid, que há sete jornadas era de nove pontos, tem vindo a esfumar-se, com a aproximação de Real Madrid e Barcelona.

Com o ponto amealhado frente ao Atlético de Madrid, o Betis mantém a perseguição aos lugares europeus, ocupando o sexto posto, com 47 pontos, os mesmos da Real Sociedad, quinta, que empatou 2-2 com o Valência, e com um de vantagem sobre o Villarreal, sétimo, que perdeu por 2-1 com o Osasuna.

O Granada regressou aos triunfos, ao vencer por 2-1 em casa do Valladolid, que chegou à vantagem pelo chileno Fabián Orellana, aos 41 minutos, na transformação de uma grande penalidade, sem hipóteses de defesa para o guarda-redes português Rui Silva.

Jorge Molina, aos 78 minutos, e Quini, aos 86, deram a volta ao marcador já na segunda parte, colocando cobro a uma série de quatro derrotas consecutivas do Granada, entre as quais com o Molde e Manchester United, para a Liga Europa.

PUB

O Granada ocupa a oitava posição, com 39 pontos, embora com um jogo a mais do que o Celta de Vigo, 10.º, com 37, enquanto o Valladolid é 17.º, com 27, sendo o primeiro clube acima da linha de despromoção, apenas com mais um ponto do que o Elche (18.º).

O Valência esteve a perder por 2-0 na receção à Real Sociedad, que marcou por Ander Guevara, aos 33 minutos, e pelo sueco Alexander Isak, aos 45, mas conseguiu empatar a 2-2 com golos do dinamarquês Daniel Wass, aos 60 de penálti, e do brasileiro Gabriel Paulista, aos 73.

A formação valenciana, com os portugueses Gonçalo Guedes e Thierry Correia a titulares e Ferro no banco, ficou ainda reduzia a 10 unidades ao minuto 80, quando o uruguaio Maximiliano Gómez viu o segundo cartão amarelo no espaço de dois minutos.

A Real Sociedad, que continua sem vencer há quatro jogos para a liga, em que somou dois empates e duas derrotas, segue na quinta posição, com 47 pontos, enquanto o Valência ocupa o 13.º lugar, com 34.

O Osasuna venceu por 2-1 em casa do Villarreal, que vinha de três vitórias consecutivas, com golos de Jon Moncayola, aos 64 minutos, e do croata Ante Budimir, aos 74. O Villarreal ainda empatou a 1-1 com um autogolo de David Garcia, aos 70 minutos.

A formação do Osasuna colocou assim fim ao jejum de vitórias que se arrastava há quatro jogos, em que somou três empates a 0-0, com Getafe, Huesca e Valladolid, e uma derrota por 2-0 com o Barcelona, e impôs a derrota ao Villarreal, após seis triunfos consecutivos em todas as provas.

O Villarreal, que na quinta-feira vai tentar assegurar frente ao Dínamo Zagreb a passagem às meias-finais da Liga Europa, ocupa a sétima posição da liga, com 46 pontos, ainda na luta pelos lugares que dão acesso às provas da UEFA.

O Osasuna segue no 14.º posto, com 34 pontos, em igualdade pontual com o Valência (13.º) e a um do Cádiz (12.º, com 35), já com sete de vantagem sobre o primeiro clube acima da linha de despromoção, o Valladolid (17.º, com 27).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG