Premium

Aumenta pressão sobre Varandas com Bruno à espreita

Aumenta pressão sobre Varandas com Bruno à espreita

O presidente Frederico Varandas está no olho do furacão que assola o clube, envolvido numa profunda crise desportiva, acentuada pelo descontentamento dos adeptos, que agendaram protestos públicos contra a Direção, o primeiro esta tarde (14.30 horas), em Alvalade. Os erros na gestão desportiva são os pecados centrais apontados a Varandas pelos simpatizantes ouvidos pelo JN.

O líder máximo dos leões enfrentará ainda os ecos da decisão de Rogério Alves, presidente da AG, que, sabe o JN, responderá depois de amanhã ao movimento "Dar futuro ao Sporting" ao pedido de agendamento de uma assembleia para destituir o Conselho Diretivo. Desconhece-se o sentido da deliberação, mas, no atual contexto, influenciará o cenário e irá gerar, em caso de provável rejeição, sinais de reprovação.

Na sexta-feira, o movimento denominado "Demissão para unir o Sporting" agendou para hoje um protesto em Alvalade. A ação recolheu quase duas mil manifestações de interesse nas redes sociais e junta-se à da "Juventude Leonina", marcada para 9 de fevereiro.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG