O Jogo ao Vivo

Abe Lenstra

Bancadas cheias de peluches por uma boa causa

Bancadas cheias de peluches por uma boa causa

Heerenveen colocou 15 mil ursinhos de peluche no estádio, nos lugares dos adeptos, para ajudar crianças com cancro e arrecadou 230 mil euros.

A entrada de adeptos nos estádios permanece interdita nos Países Baixos, mas isso não foi impedimento para que as bancadas estivessem cheias no encontro entre o Heerenveen e o FC Emmen (4-0), realizado no passado sábado. O Abe Lenstra Stadion, casa do Heerenveen, recebeu 15 mil ursinhos de peluche, vestidos a rigor com a camisola do clube e com as músicas de apoio na ponta da língua. Estes brinquedos, que encheram as bancadas e deram uma nova vida ao estádio do Heerenveen, foram colocados nas cadeiras destinadas ao público por uma boa causa.

Tratou-se de uma iniciativa organizada pelo emblema holandês em parceria com a Fundação para as Crianças Livres de Cancro (KiKa) e com o laboratório farmacêutico MSD, que teve como objetivo a venda dos peluches para recolha de fundos e, ao mesmo tempo, chamar a atenção para o número de crianças com cancro no país.

Frits Hirschstein, fundador da Kika, explicou que devido à pandemia muitas crianças com doenças crónicas ficaram invisíveis, porque o tratamento foi adiado. "Infelizmente, voltamos a estar nesta situação e, ao mesmo tempo, fomos confrontados com a realidade dos estádios vazios. Por isso, encorajamos os jogadores com milhares de ursinhos da KiKa com a camisola do Heerenveen e expressamos o nosso apoio a todas as crianças com cancro, dizendo-lhes que não serão esquecidas", referiu Frits.

Todos os ursos foram vendidos e permitiram angariar mais de 230 mil euros, que revertem a favor da KiKa.

Manchester United vai oferecer cinco mil refeições a crianças desfavorecidas

PUB

Os diabos vermelhos anunciaram, ontem, que vão distribuir cinco mil refeições a crianças desfavorecidas durante esta semana em seis escolas e em algumas instituições de solidariedade. "O impacto do vírus exacerbou um problema existente. Muitas famílias e crianças não têm comida suficiente e passam fome. Esta iniciativa não vai resolver isso, mas fará uma diferença na vida de centenas de famílias na Grande Manchester", disse o United. Dias antes, o avançado Marcus Rashford lançou uma campanha contra a fome nas redes sociais, e esteve mesmo a distribuir alimentos a famílias carenciadas.

Outras Notícias