Alemanha

Bayern conquista Supertaça com vitória sobre o Leipzig em jogo com oito golos

Bayern conquista Supertaça com vitória sobre o Leipzig em jogo com oito golos

O Bayern Munique iniciou em grande a nova época com a conquista da Supertaça, impondo-se por 5-3 em Leipzig justamente à equipa da casa, vencedora da Taça.

Na primeira época sem o polaco Robert Lewandowski, a grande estrela do ataque dos bávaros nos últimos anos, a referência parece ser o antigo avançado do Liverpool Sadio Mané - o senegalês fez um jogo portentoso, com um golo e outros dois anulados pelo árbitro auxiliar e, por milímetros, no videoárbitro.

Dominador logo desde o início, com uma posse de bola bem favorável, o Bayern chegou à vantagem no minuto 14, por Jamal Musiala.

PUB

A jogada nasceu de um canto cobrado por Joshua Kimmich e, após alguns remates falhados, Musiala rematou cruzado e 'enganou' Péter Gulácsi.

Depois de um golo anulado ao Leipzig, a Christopher Nkunku, aos 16 minutos, o Bayern ampliou aos 31, com Mané a finalizar uma jogada rápida de ataque que passou por Musiala e Serge Gnabry.

Aos 45 minutos, Thomas Müller e Joshua Kimmich combinaram bem, com este último a assistir para o remate certeiro de Benjamin Pavard, a fazer o 3-0 que já ameaçava goleada.

A tirar excelente partido das fragilidades defensivas do adversário, o Bayern tinha então em Musiala o seu elemento mais trabalhador no meio-campo e via com confiança a estreia de Mané nos golos.

O português André Silva foi um dos que entrou na segunda parte no Leipzig, a partir dos 52 minutos, dando um boa ajuda para a reação, que chegou a 'ameaçar' o resultado final.

Logo aos 56 minutos, André Silva enviou aos 'ferros', de cabeça, a dar o mote para um jogo mais ofensivo por parte da equipa vencedora da última Taça.

Aos 60 minutos, o Leipzig marcou mesmo, através de Marcel Halstenberg, e ganhou ânimo.

Serge Gnabry recarregou para golo, aos 65 minutos, após uma primeira defesa de Gulácsi a remate de Müller, alargando de novo a vantagem bávara, para 4-1.

Mané podia ter 'matado' o jogo aos 69 minutos, mas o golo foi anulado por muito pouco. Aos 84, também introduziu a bola na baliza adversária, mas ainda não foi desta que 'bisou' pelo seu novo clube.

Quem acabou por marcar foi o Leipzig, aos 77 por Christopher Nkunku, de grande penalidade, e aos 89, por Dani Olmo.

Totalmente lançado para o ataque e com o seu guarda-redes muito adiantado no terreno, o Leipzig sofreu o quinto no período de descontos, com Leroy Sané, rapidíssimo, a desembaraçar-se de Hugo Novoa e rematar a contar, para o 5-3 final.

Nada mais havia a fazer, já se estava no minuto 90+7 - o Bayern ganhava a Supertaça pela sétima vez em 10 anos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG