Desporto

Beira-Mar perde em Setúbal na estreia de Costinha como treinador

Beira-Mar perde em Setúbal na estreia de Costinha como treinador

Um golo de Miguel Lourenço garantiu, este sábado, o triunfo (1-0) do Vitória de Setúbal sobre o Beira-Mar, na estreia de Costinha como treinador, num encontro da 20.ª jornada da I Liga de futebol em que os sadinos jogaram 50 minutos em inferioridade numérica.

A expulsão de Ney, aos 35 minutos, complicou a tarefa da equipa da casa, que passou a jogar mais em contra-ataque, mas não impediu o terceiro triunfo consecutivo dos pupilos de José Mota, frente a uns aveirenses que estrearam o técnico Costinha.

Depois de um período inicial de algum equilíbrio, o Vitória de Setúbal revelou-se mais eficaz e consegui inaugurar o marcador com um remate de cabeça de Miguel Lourenço.

O defesa sadino correspondeu da melhor forma a um bom cruzamento de Miguel Pedro e colocou os anfitriões a vencer, quando estavam decorridos 13 minutos.

O Vitória de Setúbal poderia ter aumentado a vantagem aos 29 minutos, com um remate intencional de Zé Pedro, na transformação de um livre, mas o guarda-redes aveirense evitou o golo.

O jogo corria de feição ao Vitória de Setúbal, que nesta altura já justificava plenamente a vantagem no marcador, mas a expulsão de Ney, aos 35 minutos, podia ter deitado tudo a perder para a equipa de José Mota.

O árbitro Cosme Machado expulsou o médio sadino, ou por considerar que se tratou de uma carga violenta sobre um adversário, ou por palavras do jogador do Vitória de Setúbal.

PUB

Em superioridade numérica, o Beira-Mar foi à procura do golo, mas foi o Vitória de Setúbal a beneficiar da melhor oportunidade, na sequência de uma jogada de contra-ataque de Zé Pedro, seguida de um remate cruzado de Jorginho, que passou junto ao poste esquerdo da baliza de Rui Rego.

Ao intervalo, o novo treinador do Beira-Mar trocou Fleurival por Rúben Ribeiro, mas a equipa aveirense nunca conseguiu grande ascendente sobre o Vitória de Setúbal e raramente se acercou com perigo da baliza de Kieszek.

A melhor oportunidade de golo acabou mesmo por ser da equipa da casa, com Bruno Amaro a proporcionar uma grande defesa a Rui Rego após uma boa jogada coletiva do Vitória de Setúbal.

Aos 85 minutos, Pedro Moreira viu o segundo cartão amarelo e foi expulso, por entrada dura sobre um adversário, numa altura em que o Vitória de Setúbal já mandava no jogo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG