Desporto

Benfica conquista 75.º troféu da história e deixa F. C. Porto para trás

Benfica conquista 75.º troféu da história e deixa F. C. Porto para trás

O Benfica reassumiu, esta sexta-feira, a liderança do "ranking" futebolístico português no que refere ao número de troféus conquistados, ao somar o 75.º em Coimbra, com a vitória sobre o Marítimo na final da Taça da Liga.

O estatuto vale o que vale, pois coloca ao mesmo nível uma Taça dos Campeões e uma Supertaça ou um campeonato e um Taça da Liga, mas, nesta soma "cega", os "encarnados" voltam a reinar, com mais um título do que o F. C. Porto.

Para alguns, os "encarnados" já estavam sozinhos na frente da "tabela", considerando a vitória em 1949/50 na Taça Latina, prova que não é reconhecida pela FIFA, mas foi, na realidade, a primeira competição internacional conquistada por uma equipa lusa.

"Descontando" a Taça Latina, o Benfica soma 75 troféus, contra 74 do F. C. Porto, que já esteve muito atrás neste histórico, mas que também já liderou por 74-69, quando, a 10 de agosto de 2013, venceu a Supertaça referente a 2012/13.

Após essa conquista, os "encarnados" têm, porém, o pleno de vitórias nas competições nacionais, na certeza de que o vão perder domingo na final da Taça de Portugal.

A recuperação dos "encarnados" começou a 20 de abril de 2014, dia em que selaram, a duas jornadas do fim, a vitória na edição 2013/14 da I Liga, com um triunfo caseiro sobre o Olhanense por 2-0, com um "bis" de Lima.

O triunfo 71 chegou a 7 de maio, em Leiria, onde o Benfica venceu o Rio Ave por 2-0, com tentos de Rodrigo, na primeira parte, e Luisão, na segunda, conquistando pela quinta vez, em sete edições, a Taça da Liga.

PUB

Apenas 11 dias depois, os "encarnados" fecharam a época 2013/14 da melhor forma, ao vencerem novamente o Rio Ave, agora por 1-0, na final da Taça de Portugal. O argentino Nicólas Gaitán selou, aos 20 minutos, um suado triunfo.

Pelo meio, na cidade italiana de Turim, o conjunto de Jorge Jesus esteve também muito perto de vencer a Liga Europa, mas, desfalcado, caiu na final, frente aos espanhóis do Sevilha, no desempate por grandes penalidades.

A presente temporada começou com mais um troféu para os "encarnados", novamente arrebatado face ao Rio Ave. Em Aveiro, o "nulo" manteve-se durante 120 minutos, com Artur a virar "herói" nos penáltis, com três defesas (3-2) que asseguraram a conquista de uma quinta Supertaça.

O troféu 74 chegou a 17 de maio, com o "patrocínio" do F. C. Porto, que empatou 1-1 no Restelo, fazendo com que o 0-0 de Guimarães fosse suficiente para assegurar o 34.º título nacional, a uma jornada do final da I Liga 2014/15.

Esta sexta-feira, em Coimbra, 12 dias volvidos, o Benfica venceu o Marítimo por 2-1 e festejou o 75.º troféu, contando agora duas vitórias na Taça dos Campeões, 34 no campeonato, 25 na Taça de Portugal, seis na Taça da Liga, cinco na Supertaça e três no extinto Campeonato de Portugal.

Por seu lado, o F. C. Porto conta os mesmos dois triunfos na principal prova europeia de clubes, mais um na Taça UEFA, outro na Liga Europa, dois na Taça Intercontinental, um na Supertaça europeia, 27 no campeonato, 16 na Taça de Portugal, 20 na supertaça e quatro no Campeonato de Portugal.

Num distante terceiro lugar, surge o Sporting, que totaliza 45 e pode alcançar domingo o 46.º, caso derrote o Sporting de Braga no Jamor, na final da Taça de Portugal.

Contando apenas competições em que é necessário derrotar mais do que um adversário, a supremacia do Benfica é "esmagadora", com 70 troféus conquistados, contra 51 dos portistas e 38 dos "leões".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG