O Jogo ao Vivo

Futebol

Benfica pede dissolução do Conselho de Disciplina por "tratamento diferenciado" face a Conceição

Benfica pede dissolução do Conselho de Disciplina por "tratamento diferenciado" face a Conceição

Em comunicado, águias anunciam recurso para o TAD sobre a suspensão de Jorge Jesus. Criticam Conselho de Disciplina por "tratamento diferenciado" na suspensão de Conceição e pedem a dissolução do órgão.

O Benfica reagiu à suspensão de Jorge Jesus por 15 dias, castigo aplicado pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol, anunciando, em comunicado, que irá "interpor uma providência cautelar para o Tribunal Arbitral do Desporto (TAD).

Os encarnados consideram que as declarações do treinador sobre a arbitragem de Artur Soares Dias no Benfica-F.C. Porto da temporada passada "não conferem um grau de gravidade consentâneo com a penalização imposta", questionando também a data do castigo. "É lícito perguntar se é apenas coincidência o timing desta deliberação", pode ler-se, criticando posteriormente a dualidade de critérios em relação à suspensão de Sérgio Conceição, técnico do F.C. Porto.

"No espaço de uma semana assistimos a duas situações similares com tratamento diferenciado por parte deste órgão da Federação. No caso do treinador Sérgio Conceição, o Conselho de Disciplina entendeu, contrariando a sua prática habitual, proferir Decisão Singular, o que permitiu um recurso para o Pleno do Conselho de Disciplina com efeito suspensivo automático. Já no caso do treinador do Benfica, Jorge Jesus, a decisão do processo disciplinar é tomada por esse mesmo Pleno, obrigando a um recurso para o Tribunal Arbitral do Desporto, cujo efeito suspensivo está dependente do decretamento de uma providência cautelar", pode ler-se, no comunicado das águias, que desafiam "a Federação Portuguesa de Futebol a assumir as suas responsabilidades e a dissolver o atual Conselho de Disciplina."

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG