O Jogo ao Vivo

Desporto

Benfica queixa-se do golo anulado no jogo com o Beira-Mar

Benfica queixa-se do golo anulado no jogo com o Beira-Mar

O Benfica queixou-se da arbitragem no jogo, domingo, com o Beira-Mar, da 27.ª jornada da Liga portuguesa de futebol, em que o árbitro Elmano Santos anulou um golo aos "encarnados".

O treinador-adjunto do Benfica, Raul José, disse que a equipa foi "penalizada outra vez", depois do árbitro, por indicação do assistente, ter invalidado o golo no final da primeira parte, na sequência de um livre indirecto apontado pelo argentino Aimar, tendo a bola sido desviada por Djamal.

"Tiraram-nos um golo", afirmou o elemento da equipa técnica liderada por Jorge Jesus, que se encontra a cumprir castigo imposto pela Comissão Disciplinar da Liga.

Raul José acrescentou que "a interpretação do árbitro foi a de transformação de um livre indirecto em directo" e regozijou-se pela "equipa do Benfica", que, frisou, "foi competente".

No entanto, o adjunto de Jesus admitiu que a primeira parte não foi bem conseguida.

"Entrámos mais agressivos na segunda e o jogo foi melhor. A equipa esteve melhor e fez um bom trabalho", salientou Raul José.

Por seu lado, Rui Bento, treinador do Beira-Mar, lamentou que os dois golos do Benfica - apontados por Sidnei (54) e Jara (71) - tenham resultado de situações de perda de bola em local proibido.

"Foram situações que apanharam a equipa desequilibrada", referiu, considerando também que o "Benfica foi mais pressionante no segundo tempo".

Rui Bento também se referiu ao facto de os aveirenses terem anulado as intenções do Benfica no primeiro tempo e notou que o Beira-Mar "nunca deixou de olhar para a baliza do adversário".

"A nossa estratégia resultou na primeira parte, mas faltou algum discernimento nos momentos em que podíamos ter decidido melhor", disse, destacando o golo de Yartey, nos descontos: "Acabou por premiar a equipa".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG