Futebol

Benfica terá pago quatro milhões por direitos de preferência de atletas que não contratou

Benfica terá pago quatro milhões por direitos de preferência de atletas que não contratou

A SAD do Benfica terá pago na totalidade quatro milhões de euros pelo direito de preferência sobre Lucas Hernández e Borja González, na altura jogadores dos quadros do Atlético Madrid, e que nunca chegaram a jogar na Luz. A indicação daquele montante surge em faturas passadas pelos "colchoneros" aos encarnados, em setembro de 2015.

Os documentos, datados de 15 de setembro, de 2015, na era de Luís Filipe Vieira, atribuem 2,5 milhões pelo direito de preferência do defesa francês (Lucas Hernández), transferido alguns anos mais tarde para o Bayern de Munique por 80 milhões de euros, e 1,5 milhões de euros ao avançado (Borja González). Um atacante dos quadros "colchoneros", mas sempre cedido a vários emblemas. E, atualmente, no Real Oviedo.

Na última década, o Benfica fez vários negócios com o Atlético de Madrid, entre eles a venda de Gaitán, de Oblak e João Félix. Em sentido inverso, Salvio, Roberto e Pizzi passaram pelos colchoneros antes de rumarem à Luz.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG