Futebol

Benfica vence dérbi com exibição de gala e VAR em destaque

Benfica vence dérbi com exibição de gala e VAR em destaque

O Benfica venceu (4-2) o eterno rival em Alvalade e complicou ainda mais as contas do Sporting na luta pelo título. Encontro teve três golos anulados e duas grandes penalidades.

Um dérbi como há muito não se via: seis golos, casos, grandes penalidades e, até, uma expulsão nos últimos instantes. Num jogo em que perder era proibido para ambas as equipas, dadas as aspirações para o título, o triunfo acabou por sorrir ao Benfica, muito graças à exibição de gala frente a um Sporting muito aquém das expectativas.

A vitória do Benfica começou a desenhar-se aos 11 minutos. Depois de um grande passe de Gabriel para Grimaldo, o lateral cruzou para Seferovic que, sem oposição, cabeceou para o 1-0. Pouco depois, foi a vez de João Félix festejar, mas Artur Soares Dias, após recorrer ao VAR, anulou o golo ao camisola 79. Mas João Félix acabaria mesmo por festejar logo a seguir. Seferovic assistiu o português que, isolado perante Renan, não falhou.

Em desvantagem e com o Benfica a controlar o encontro - somava boas oportunidades para ampliar o marcador - Bruno Fernandes reduziu na primeira oportunidade. E com um golaço: Samaris perdeu a bola, Nani aproveitou e assistiu o médio que, de primeira e fora da área, bateu Vlachodimos e reduziu para a equipa da casa.

Se o golo de Bruno Fernandes prometia abrir o jogo, Rúben Dias deitou a esperança dos leões por terra logo no primeiro minuto da segunda parte. Na sequência de um livre de Pizzi, o central levou a melhor sobre André Pinto e cabeceou com êxito para o terceiro das águias. Após o 3-1, Seferovic voltou a fazer o gosto ao pé mas o golo foi anulado.

Os encarnados iam gerindo o resultado e chegaram ao 4-1 por Pizzi. Após uma falta de Renan sobre João Félix, Artur Soares não teve dúvidas e assinalou uma grande penalidade. O médio do Benfica não falhou e logo depois, Seferovic acertou no poste e, na recarga e com a baliza livre, João Félix não acertou no alvo.

Não marcou o Benfica, reduziu o Sporting. Vlachodimos, aos 85 minutos, derrubou Bas Dost na grande área. Artur Soares Dias consultou, uma vez mais, o VAR. Decidiu assinalar o castigo máximo e expulsar Vlachodimos, que assim falha o encontro de quarta-feira, para a Taça de Portugal.

Svilar não conseguiu travar o remate do holandês, que fechou a contagem. Com esta derrota, o Sporting não só manteve um saldo pouco favorável em Alvalade - nos últimos 10 dérbis em casa, para a Liga, os leões venceram apenas um, em 2012 - como ficou a oito pontos do Benfica.

Outros Artigos Recomendados