Hóquei em Patins

Benfica visa F. C. Porto: "Por muito que tentem apagar o óbvio só houve um clube prejudicado"

Benfica visa F. C. Porto: "Por muito que tentem apagar o óbvio só houve um clube prejudicado"

Através das redes sociais, o clube encarnado deixou críticas ao F. C. Porto e à arbitragem depois de ter vencido a equipa azul e branca, num jogo marcado por confusões.

Depois do apito final do jogo entre o Benfica e o F. C. Porto no Pavilhão da Luz, que os encarnados venceram por 5-3 - e que ficou marcado por protestos dos adeptos da equipa da casa aos dirigentes da Federação Portuguesa de Patinagem, obrigando Rui Costa a acalmar os ânimos -, o treinador dos dragões, Ricardo Ares, deixou algumas críticas à arbitragem, vincando que "o Benfica ter apenas duas faltas em 30 minutos num jogo com estas características, é difícil de entender". Como resposta, o clube encarnado criticou as declarações do técnico.

"Por muito que tentem apagar o óbvio e fazerem-se de vítimas, só houve um clube prejudicado, e de forma sistemática: o Benfica. Estaremos no jogo decisivo para vencer e que a arbitragem esteja, desta vez, ao nível da decisão do título de hóquei em patins", pode ler-se no Twitter na conta da comunicação das águias.

O Benfica empatou, este sábado, a final do campeonato português de hóquei em patins, ao vencer em casa o F. C. Porto, por 5-3, levando a decisão do título para o quinto e último jogo, na Dragão Arena.

Obrigado a ganhar para manter a esperança de conquistar o título, o Benfica venceu com golos de Carlos Nicolía (23 minutos), Pablo Álvarez (32 e 35), Diogo Rafael (34) e Pol Manrubia (42), com Gonçalo Alves (10 e 28) e Xavi Barroso (39) a marcarem para o F. C. Porto.

A "negra" da final entre as duas equipas com mais títulos nacionais (somam ambos 23) vai disputar-se na quarta-feira, na Dragão Arena, às 20 horas.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG