Seleção

Bernardo Silva com apoio incondicional rumo à 40.ª internacionalização

Bernardo Silva com apoio incondicional rumo à 40.ª internacionalização

O assunto é demasiado sério e marcante para escapar à onda mediática, pelo que o problema que afeta Bernardo Silva em Inglaterra está a ser encarado de frente e por todos no seio da equipa portuguesa, que prepara os jogos de apuramento para o Euro2020, frente ao Luxemburgo e à Ucrânia.

Fernando Santos deu o mote, no dia do anúncio da convocatória, ao considerar que as acusações de racismo que caíram sobre o avançado, de 25 anos, são "um absurdo completo". Entretanto, João Mário e Rúben Neves fizeram eco das palavras do selecionador.

O apoio da equipa das quinas ao jogador do Manchester City é incondicional e o objetivo passa também por o ter de cabeça limpa nestes dois compromissos de elevada importância para as contas de Portugal, sendo que no de amanhã, frente ao Luxemburgo, poderá atingir a marca histórica das 40 internacionalizações pela principal seleção portuguesa.

Prazo de defesa alargado

À margem da solidariedade que recebeu de toda a estrutura federativa lusa, ontem esvaziou-se mais uma dor de cabeça para Bernardo Silva, uma vez que a Federação Inglesa autorizou o prolongamento do prazo para responder às tais acusações de racismo, que tiveram origem numa brincadeira que fez na rede social Twitter e que visou Benjamin Mendy, colega de equipa no Manchester City, que já conhecia desde os tempos em que os dois representaram o Mónaco. O prazo inicial para o internacional português apresentar a defesa neste caso terminava ontem, mas agora foi alargado até ao próximo dia 21.

A verdade é que o jogador mais cotado da seleção nacional, no "transfermarkt", na fasquia dos 100 milhões de euros, também tem recebido apoio dos cityzens, seja dos colegas, do treinador, dos adeptos ou até do próprio visado desta brincadeira. Ainda assim, não deixa de ser curioso que, depois de ter comparado Mendy a um "conguito", no final de setembro, Bernardo Silva só cumpriu os 90 minutos de um jogo da Taça da Liga Inglesa. Por Portugal poderá voltar a jogar a tempo inteiro, assim Fernando Santos o entenda.

Bernardo apagou o tweet em que comparou Mendy a um "conguito", imagem de marca de um chocolate, e fez um outro com uma reação em jeito de defesa: "Hoje em dia nem posso brincar com um amigo". A verdade é que o visado já tinha aceite a brincadeira, reagindo com emojis a sorrir.

O selecionador celebra esta quinta-feira o 65.º aniversário, mas não tem direito a folga. Aliás, ao início da tarde (12.45 horas), fará a antevisão ao jogo com o Luxemburgo, em conferência, onde poderá revelar se Mário Rui está apto.

Estreia nas águias - 19.10.2013 - Joga pela primeira vez na equipa principal do Benfica, frente ao Cinfães, na Taça. Participa em mais dois jogos até sair para o Mónaco, por 15,75 M€.

Arranque luso - 31.03.2015 - Faz o primeiro jogo pela seleção nacional, num particular com Cabo Verde com vitória dos africanos, por 2-0.

Primeiro golo - 09.01.2016 - Estreia-se a marcar pela seleção, numa goleada a Gibraltar, por 5-0. Nos 39 jogos pelas quinas leva quatro golos.

Chega ao City - 26.05.2017 - É anunciado como reforço do Manchester City, por 50 milhões de euros.

Glória nas Nações - 09.06.2019 - Conquista o primeiro título pela seleção, a Liga das Nações, depois de ter falhado o Euro2016 devido a lesão.

Sai acusação - 02.10.2019 - É acusado pela Federação Inglesa de conduta imprópria e ofensiva para com o amigo Mendy.