Desporto

Blatter diz que foi um erro distinguir Messi como o melhor do Mundial

Blatter diz que foi um erro distinguir Messi como o melhor do Mundial

O presidente da FIFA, Joseph Blatter, classificou, esta terça-feira, como "incorreta" a decisão de atribuir ao argentino Leonel Messi a Bola de Ouro, que distinguiu o melhor futebolista do Mundial 2014 do Brasil.

"Considero que a decisão foi incorreta. Fiquei surpreendido quando recebi a decisão adotada pelo comité. Disseram-me que analisaram apenas 10 jogadores que disputaram a final", explicou Blatter, referindo-se ao jogo decisivo que opôs a Alemanha à Argentina, com triunfo germânico nos descontos.

O dirigente, que se encontra em Moscovo para a apresentação do logotipo do Mundial2018, que se vai disputar na Rússia, revelou várias vezes que o guarda-redes alemão Manuel Neuer era o seu favorito ao troféu.

Messi foi eleito o melhor futebolista no Brasil, enquanto o alemão Thomas Muller levou a Bola de Prata como segundo melhor jogador e a de bronze foi para o holandês Arjen Robben, afastado nas meias-finais pelos teutónicos.

A polémica quanto ao melhor futebolista tem sido uma constante, sendo que na África do Sul, em 2010, o vencedor foi o semifinalista uruguaio Diego Forlán, ao invés de um atleta da campeã Mundial Espanha.

O galardão foi criado no Mundial dos Estados Unidos em 1994, na altura ganho pelo brasileiro Romário, o único campeão do Mundo a consegui-lo, enquanto no França1998 foi distinguido o compatriota Ronaldo, finalista vencido.

Em 2002, no Japão/Coreia do Sul, novamente um finalista, o alemão Oliver Kahn, tal como no Alemanha2006, no qual sobressaiu o francês Zinedine Zidane, que perder a final com Itália, na qual foi expulso por dar uma cabeçada no italiano Marco Materazzi.

Outras Notícias