Futebol

Boavista demarca-se do contingente policial no acompanhamento dos adeptos

Boavista demarca-se do contingente policial no acompanhamento dos adeptos

O Boavista demarcou-se, esta segunda-feira, do contingente policial observado ao longo das últimas semanas no acompanhamento da equipa de futebol pelos adeptos em plena pandemia de covid-19.

"A Boavista FC, Futebol SAD esclarece que solicita apenas o policiamento estritamente necessário para a realização dos seus jogos no Estádio do Bessa, sempre em conformidade com os regulamentos", vincou a administração liderada por Vítor Murta.

Em comunicado publicado no site oficial dos axadrezados, o clube portuense assegura que o destacamento policial presente nas partidas e chegadas da equipa de futebol ao seu recinto "não é, nem nunca foi, solicitado pelo Boavista".

"Deste modo, o critério utilizado pelas forças policiais nestas situações é da exclusiva responsabilidade da Política de Segurança Pública e do seu Comando Territorial do Porto", terminam os portuenses, inseridos numa acesa luta pela permanência na Liga.

O Boavista, na 16.º e antepenúltima posição, de acesso ao play-off de manutenção, com 29 pontos, dois acima da zona de descida, recebe o Tondela, nono, com 35, na sexta-feira, às 21:15, no Estádio do Bessa, no Porto, no jogo de encerramento da 31.ª jornada.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG