O Jogo ao Vivo

Polémica

Boavista vai agir judicialmente contra Hamache após declarações polémicas

Boavista vai agir judicialmente contra Hamache após declarações polémicas

Na sequência de críticas feitas por Hamache, que se transferiu para o Dnipro no último defeso, a SAD do Boavista prometeu agir "judicialmente com uma queixa-crime" contra o jogador argelino, que acusou "uma pessoa do clube", sem a identificar, de "quebrar o moral de muitos jogadores".

Numa publicação feita nas redes sociais, Hamache garantiu aos adeptos do Boavista, "até ao final da semana", explicar os motivos que o levaram a deixar o Bessa rumo ao Dnipro, da Ucrânia, em agosto deste ano.

"Esta escolha foi feita, em grande parte, por causa de uma pessoa do clube que não respeita os jogadores", revelou o atleta, que prometeu "mostrar todas as provas e mensagens com a pessoa em causa", a qual, no seu entender, "quebra o moral de muitos jogadores do Boavista e não respeita os adeptos".

PUB

Ainda segundo o defesa argelino, "alguns jogadores que estão atualmente no clube estão revoltados com essa pessoa, porque não respeita as suas famílias".

A resposta do Boavista chegou num comunicado em que classifica a afirmações de Hamache como "falsas e caluniosas", revelando que vai "avançar judicialmente com uma queixa-crime contra o referido jogador".

"O atleta em questão colocou em causa não só a honorabilidade de uma Instituição centenária e dos seus dirigentes, como também de ex-colegas de equipa, staff e equipa técnica, algo que é revelador, antes de mais, de uma enorme estultice e de uma clara ausência de honestidade - e que ajudam a explicar os motivos de não fazer parte do atual plantel. Esta época, o Boavista tem um grupo unido, composto por profissionais dedicados e de grande valor, que continuará focado no essencial: trabalhar para dar alegrias aos nossos adeptos", pode ler-se ainda no comunicado lançado pela SAD axadrezada.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG