Desporto

Braga: Peseiro reclama ordem unida no Estoril

Braga: Peseiro reclama ordem unida no Estoril

25 de Abril de 1974. José Peseiro tinha 14 anos e estava no Liceu, em Coruche. "Foi uma revolução. Havia lá uns carolas e fizemos formatura e tudo, como os militares", recorda o agora treinador do Braga. A mesma ordem unida que o técnico reclama à equipa para o jogo de amanhã, sexta-feira, no Estoril, onde os "Guerreiros do Minho" continuarão a perseguição ao Paços de Ferreira e ao terceiro lugar do campeonato, que apura para o "play-off" da Liga dos Campeões.

"O jogo no Estoril é importantíssimo. Vamos jogar com uma equipa riquíssima, em termos individuais, e muito bem orientada. Será, com certeza, um jogo muito difícil, mas isso só nos dará ainda mais motivação", acrescenta Peseiro.

O treinador do Braga verifica o óbvio - "Temos de continuar a ganhar e esperar que o Paços perca pontos" - e reclama concentração e empenho à equipa. "Porque o acesso à Liga dos Campeões é muito importante para o clube e para os próprios jogadores".

E se, ainda antes do defeso, os rumores do mercado já mexem pelos corredores da bola, José Peseiro é o primeiro a rebelar-se. As constantes notícias sobre a contratação de um novo guarda-redes - Douglas, Cássio, Salin... - deram brado no balneário do Braga e Quim não escondeu o melindre, ele que está em final de contrato, que ainda não renovou nem foi contactado para tal.

"Não sei. Não sei o futuro. E não é só o Quim que ainda não renovou. Há outros jogadores nessas cirscuntâncias. Diz-se que tive uma conversa com ele a propósito desse assunto, mas eu não tive conversa nenhuma com ele. Mas já que se diz que tive uma conversa com ele, se calhar é melhor falar mesmo com ele, se julgar apropriado. O Quim é uma guarda-redes experiente e não tenho notado nele nenhum comportamento anormal. Tem treinado como sempre", diz José Peseiro.

O próprio treinador do Braga, que tem mais um ano de contrato, diz não ter "conhecimento do futuro", ele que também tem andado toda a época a ouvir dizer que está de saída e que o treinador do Paços de Ferreira, Paulo Fonseca, lhe sucederá. "Isso nunca me perturbou. Isso não me perturba", insiste o técnico.

Para Peseiro, "o importante, mesmo muito importante, até porque e o próximo, é o jogo com o Estoril".

PUB

A equipa minhota treinou nesta manhã de quinta-feira e parte para Lisboa depois do almoço. A lista de jogadores convocados será divulgada à hora da partida.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG