Liga Europa

Braga tem área isolada no hotel e cozinheiro exclusivo para o jogo com o Zorya

Braga tem área isolada no hotel e cozinheiro exclusivo para o jogo com o Zorya

O Sporting de Braga, que esta quinta-feira (17.55 horas, SportTV1) defronta o F.C. Zorya, em jogo da segunda jornada da fase de grupos da Liga Europa, preparou ao pormenor a primeira deslocação internacional da temporada. Evitar correr riscos por causa da pandemia de covid-19 é objetivo prioritário, seguindo também as recomendações da UEFA.

Desde terça-feira em Zaporizhya, dado que o conflito ucraniano com a Rússia impossibilita que o jogo se dispute em Luhansk, cidade original do F.C. Zorya, o Braga veio para a Ucrânia seguindo uma "bolha" determinada pela UEFA, com medidas muito rigorosas, em que o cumprimento do protocolo sanitário é essencial.

A SAD arsenalista enviou previamente para a Ucrânia alguns elementos, para tratar da logística. Para que nada falte, do Minho veio também um cozinheiro, para adquirir os alimentos e preparar as refeições.

A própria equipa está obrigada a uma permanência quase a tempo inteiro no hotel, só com deslocações para o estádio. O plantel ocupa uma área isolada do alojamento e prescindiu do tradicional passeio pelas imediações. Os contactos são reduzidos ao mínimo, isto num pais que proporcionalmente tem menos casos e menos mortes por covid-19 do que Portugal, mas em que boa parte da população não usa máscara ou então usa-a de forma incorreta, abaixo do queixo.

Como em Portugal, após um período de jogos à porta fechada, o Governo tem aberto exceções. Para esta quinta-feira, a lotação pode ir até aos 15%, mas, num estádio que leva 12 mil pessoas, dificilmente atingirá aquela percentagem. O Zorya joga a 500 quilómetros de casa e a mobilização de adeptos está a ser reduzida.

À semelhança dos últimos dias está sol e algum vento em Zaporizhya, com previsão de oito graus positivos, na altura do jogo, que arrancará já noite aqui, dada diferença horária (mais duas horas do que em Portugal continental).

Depois de ter ganhado o primeiro jogo em casa (3-0 ao AEK), o Braga procura o segundo triunfo na fase de grupos da Liga Europa, frente a um adversário que, na ronda inaugural, foi batido por 3-0, contra o Leicester, em Inglaterra.

O desafio encerra ainda a particularidade de, após 10 jogos com equipas da Ucrânia (seis derrotas e quatro empates), os braguistas afastem a maldição, quebrando o jejum com uma vitória.

Na equipa minhota, Galeno e Guilherme Schettine enfrentam traumatismos musculares e estão em dúvida para este encontro.

Outras Notícias