Exclusivo

Brasileiros e asiáticos dominam nas SAD do futebol português

Brasileiros e asiáticos dominam nas SAD do futebol português

Das 37 SAD que têm investidores em posição maioritária, 21 delas são controladas por empresas estrangeiras. Brasileiros e asiáticos dominam.

O futebol é cada vez mais campo aberto para grandes fortunas, controladas por magnatas e multinacionais, sendo que, em muitos casos, clubes e sócios perderam mesmo a capacidade de intervenção na gestão da vertente profissional. Em Portugal, há já 21 clubes nesta situação, uma vez que a maioria do capital se encontra nas mãos de estrangeiros.

Um pouco por todo o mundo existem clubes controlados por investidores estrangeiros, com grandes fortunas e cheios de planos desportivos. Portugal não é, obviamente, exceção. Segundo o documento relativo à transparência no futebol emitido pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF), no início desta época, das 37 SAD que têm investidores numa posição maioritária em relação ao clube, 21 são controladas por estrangeiros, o que corresponde a 56%. As nacionalidades destes acionistas variam bastante, sendo oriundos de vários pontos do globo. No entanto, os brasileiros (Alverca, Alvarenga, Portimonense, Vilafranquense e União de Almeirim) e asiáticos (Anadia, Cova da Piedade, Vizela, Santa Clara e Oliveirense) estão em destaque.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG