Futebol

Bruno de Carvalho arrasa "gestão danosa" do Sporting

Bruno de Carvalho arrasa "gestão danosa" do Sporting

Nas declarações que escreveu na sua página pessoal da rede social Facebook, o antigo presidente do clube de Alvalade arrasou a gestão que está a ser feita no Sporting.

Bruno de Carvalho teceu duras críticas em torno da contratação de Rúben Amorim, alegando que se trata de uma "gestão danosa" por parte da administração liderada por Frederico Varandas.

"De asfixia bancária e pesada herança financeira, Varandas passa para a compra, por 10 milhões, de um treinador sem curso e sem experiência. Num custo total de dois anos de contrato de 16 milhões de euros. Para termos uma ideia, o contrato de dois anos de Jorge Jesus era de 14 milhões de euros", escreveu.

O antigo presidente considera a contratação de Rúben Amorim como um "ato de desespero" e explica que o Sporting vai pagar uma quantia pelo técnico que equivale diretamente a 33% do orçamento do Sporting de Braga para o futebol. Ou seja, Bruno de Carvalho afirma que o orçamento do clube minhoto é de 30 milhões de euros, sendo que o Sporting pagará 10 milhões de euros por Amorim.

"A isto chama-se gestão danosa e desespero total. Totalmente em espiral de loucura e total fora de jogo (ao mesmo tempo estamos em risco de não ir às competições europeias se não pagarmos os 3 milhões ao Sinisa até 31 de março)", escreveu Bruno de Carvalho, fazendo referência à dívida que o Sporting tem para com o antigo treinador Sinisa Mihaijlovic e que se não for saldada até ao dia referido, o clube ficará impedido de participar nas competições da UEFA.