Assembleia Geral

Bruno de Carvalho expulso do Sporting

Bruno de Carvalho expulso do Sporting

Os sócios do Sporting já decidiram: Bruno de Carvalho, ex-presidente dos leões, e Alexandre Godinho, ex-membro do Conselho Diretivo, foram expulsos do clube.

Bruno de Carvalho foi expulso de sócio do Sporting depois da votação na Assembleia Geral deste sábado, no Pavilhão João Rocha: 69,30% dos votantes mostraram-se a favor da expulsão do ex-presidente do Sporting, enquanto 29,79 votaram a favor do recurso. A mesma decisão foi tomada para Alexandre Godinho, ex-membro do Conselho Diretivo, com 68,2% de votos a favor da expulsão e 30,54% contra, numa assembleia em que votaram 5190 sócios, um número 30% superior à assembleia de 16 de dezembro, que confirmou a expulsão.

Bruno de Carvalho foi constituído arguido no processo de investigação judicial ao ataque à Academia de Alcochete, a 15 de maio, episódio que esteve na base da destituição em junho de 2018 e da expulsão de sócio do clube de Alvalade. O ex-presidente do Sporting afirmou discordar do modo de funcionamento escolhido pela Mesa de Assembleia Geral, por considerar que a votação não se deveria iniciar antes de concluir a apresentação da defesa - e, por isso, não compareceu no Pavilhão João Rocha.

Bruno de Carvalho, de 47 anos, tornou-se o primeiro presidente leonino a ser destituído em 113 anos de história do Sporting, tendo sido posteriormente suspenso por 12 meses, o que inviabilizou a possibilidade de se candidatar às eleições de 8 de setembro, nas quais foi eleito Frederico Varandas.