Clubes

Bruno de Carvalho expulso de sócio do Sporting

Bruno de Carvalho expulso de sócio do Sporting

Bruno de Carvalho foi expulso do Sporting, informou esta sexta-feira o clube, num comunicado onde se elencam outros nomes de sócios sancionados.

O Conselho Fiscal e Disciplinar do Sporting Clube de Portugal decidiu expulsar de sócio do clube Bruno de Carvalho (devido a 12 infrações disciplinares) e Alexandre Godinho (devido a 10 infrações disciplinares). Carlos Vieira foi suspenso por nove meses, Luís Gestas foi suspenso seis meses e Rui Caeiro foi sancionado com uma "repreensão registada".

Luís Roque e José Quintela viram os seus processos arquivados.

Sobre as infrações que levaram à suspensão de Bruno de Carvalho, o Sporting refere "a tentativa de bloqueio de contas e de usurpação de funções, com a agravante de ter ocorrido em momento posterior à sua destituição pelos sócios do Sporting Clube de Portugal em Assembleia Geral de 23 de Junho, a ação de obstaculizar a Assembleia e a violação do suspensão preventiva, com a agravante de serem comportamentos adoptados após ordens judiciais, a perturbação grave da Assembleia Geral de 23 de Junho, com reflexos que ainda se repercutiram no futuro, as publicações nas redes sociais, feitas não só com o intuito de perturbar o funcionamento da Assembleia Geral e, assim, o exercício dos legítimos direitos dos sócios de livremente poderem deliberar e votar, mas também com de ofender de forma gravemente ofensiva outros sócios e membros legítimos dos órgãos sociais".

Sobre Alexandre Godinho, ex-vice presidente do Sporting, o clube considerou-o culpado de todos as infrações anteriores (com a exceção da ofensa a outros sócios e membros dos órgãos sociais), mas também de utilizar o clube como domicílio profissional

Irmã diz que Bruno de Carvalho vai recorrer da expulsão de sócio

A irmã de Bruno de Carvalho revelou que o ex-presidente do Sporting vai recorrer da expulsão de sócio do clube lisboeta, anunciada hoje pelo Conselho Fiscal e Disciplinar leonino, numa publicação na rede social Instagram.

"Bruno de Carvalho vai recorrer da prepotente expulsão e os sócios vão mobilizar-se para serem ouvidos e para ser possível recuperar o carisma, garra e vibração ao nosso SCP [Sporting Clube de Portugal]", indica a publicação de Alexandra Carvalho.

A irmã do antigo presidente do Sporting, que foi considerado culpado de 12 infrações disciplinares e expulso de associado, escreveu na sua conta pessoal no Instagram que "a golpada continua sob o lema 'Bruno és tu ou eu!'".

Decisão foi tomada por unanimidade

Joaquim Baltazar Pinto, presidente do Conselho Fiscal e Disciplinar, assinalou que a decisão de expulsar Bruno de Carvalho e o antigo vice-presidente Alexandre Godinho, além de outras sanções impostas a membros dos anteriores órgãos sociais, "nada tem a ver" com a atual direção do clube lisboeta, presidida por Frederico Varandas, salientando a independência do CFD.

"Todos os visados tiveram os direitos de defesa. Todos tiveram direito a tudo o que apresentaram" durante a instrução, disse Baltazar Pinto, em declarações à Sporting TV, assinalando que aquela fase do processo foi realizada por um instrutor externo, "um grande jurista, muito competente".

Baltazar Pinto explicou que distribuiu pelos restantes membros do órgão fiscal e disciplinar 'leonino' as conclusões da instrução - nas quais foram propostas "as penas consideradas justas" -, que tiveram uma semana para as analisar, antes da reunião de terça-feira, cujas decisões foram hoje anunciadas.