Sporting

Bruno de Carvalho já escolheu e contratou o sucessor de Jorge Jesus

Bruno de Carvalho já escolheu e contratou o sucessor de Jorge Jesus

A escolha do novo treinador assim como outras revelações relativamente à próxima temporada foram feitas pelo presidente do Sporting, em entrevista, na noite deste sábado. Bruno de Carvalho só escondeu o nome do sucessor de Jorge Jesus.

A pré-época do Sporting tem início marcado para a próxima quinta-feira e Bruno de Carvalho, presidente da SAD, reiterou, este sábado, que o novo treinador dos leões será mesmo apresentado no decorrer da próxima semana e que está a par de todo o planeamento para a temporada que se avizinha. E Augusto Inácio, diretor-geral para o futebol, fará a ligação entre o comando técnico e o presidente.

"Se é apresentado [esta semana] é porque já foi escolhido, mais não digo", garantiu Bruno de Carvalho, na entrevista à SIC, acrescentando ainda que "o novo treinador está a par de tudo", incluindo as contratações já efetuadas, como Marcelo, Raphinha e Bruno Gaspar. "Mas decidi só anunciá-lo na próxima semana".

PUB

Também foi abordada a relação deteriorada com o plantel, que, após o jogo de Madrid (derrota 0-2), culminou com trocas de comunicados no Facebook e ameaças de processos disciplinares aos 19 jogadores que criticaram o presidente. Bruno de Carvalho explicou como será diferente na próxima temporada: "A minha relação de proximidade com os jogadores será praticamente nula, será feita pelo Augusto Inácio. A nível de modalidades irá manter-se. Pela primeira vez na história, corremos o risco de ser campeões em todas as modalidades, exceto no futebol masculino", adiantou.

Bruno de Carvalho deu ainda a entender que o ex-treinador Jorge Jesus poderá ter incitado a revolta dos jogadores após as críticas relativas ao jogo de Madrid. "Pediram uma reunião, mas eu tinha de ir ao Tribunal Arbitral de Desporto e à Procuradoria-Geral da República. Ficou combinado que nenhum dos lados ia fazer mais nada até ao jogo seguinte com o Paços de Ferreira. Duas horas depois sai um post no Facebook, ou no Instagram. Se calhar, algo aconteceu, mas... é confidencial", disse o presidente, pouco depois de ter recusado falar sobre o antigo técnico, utilizando a mesma expressão para abordar o acordo assinado com Jesus. "Confidencialidade quer dizer que é confidencial. É válido para os dois lados. O acordo assinado entre o Sporting e Jorge Jesus. Mas se eu sair não estou abrangido pelo acordo", explicou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG