Desporto

Bruno de Carvalho nega tentativa de congelar contas do Sporting

Bruno de Carvalho nega tentativa de congelar contas do Sporting

Em comunicado, no Facebook, Bruno de Carvalho negou que tenha pedido o congelamento das contas do Sporting e acusa os elementos da comissão de gestão de "despudorada desonestidade intelectual".

"É evidente que ninguém procurou congelar qualquer conta bancária do Sporting", escreve Bruno de Carvalho, num comunicado publicado no Facebook, cerca da 1.30 horas da madrugada desta terça-feira.

Assinando o documento como "Presidente do Conselho Directivo do Sporting Clube de Portugal", Bruno de Carvalho reagiu ao processo-crime anunciado na segunda-feira à noite, por ter tentado, alegadamente, congelar as contas do clube.

"Foram os membros da Direcção em exercício surpreendidos por mais uma grotesca e solene minuta dos comissários de JMS [Jaime Marta Soares], que falando em nome do Clube e como se fossem a sua direcção em exercício, vêm fazer novo exercício de despudorada desonestidade intelectual", lê-se no documento, que acusa os dirigentes leoninos de invocar "participações por crimes inexistentes", como "o de fraude".

Segundo Bruno de Carvalho, "estas expressões devem-se a grosseira ignorância frequentemente manifestada pelos comissários de JMS (vulgo comissão de gestão) que, manifestamente, não dominam o léxico que usam".

Apesar das tentativas de "lavagem cerebral" que se procuram fazer "em conversas de taberna em antenas de televisão", Bruno de Carvalho mantém-se em jogo. "Os membros da Direcção em exercício por força da suspensão precária determinada pelo artigo 381, nº3 do CPC fizeram e farão o que devem, por mais que em antenas de gente dificilmente qualificável se multipliquem insultos e ameaças", esclarece.

Outros Artigos Recomendados