Sporting

Bruno de Carvalho quer regressar à SAD leonina e trabalhar com Varandas

Bruno de Carvalho quer regressar à SAD leonina e trabalhar com Varandas

Bruno de Carvalho, ex-presidente do Sporting, afirmou, esta sexta-feira, aos microfones da Rádio Estádio, estar disposto a assumir a liderança da SAD leonina, aceitando trabalhar com Frederico Varandas na presidência do clube de Alvalade.

"Quero o Sporting estável, a ganhar, a desenvolver-se. Por isso, predisponho-me a ir para a frente da SAD do Sporting, com o Frederico Varandas na presidência do clube", começou por dizer o antigo dirigente dos leões no comentário semanal que faz na estação radiofónica, continuando: "Não quero carros, não quero dinheiro, nada. A não ser quando o Sporting for campeão nacional de futebol. Aí quero receber com retroativos, mas só quando formos campeões nacionais de futebol masculino. Predisponho-me gratuitamente, até tendo como braço direito Salgado Zenha, o atual responsável financeiro.

Bruno de Carvalho salientou que não lhe interessa ter sido expulso e que não coloca condição nenhuma. "Já não consigo mais ver esta destruição, esta autêntica guerra civil. Amo muito este clube e não consigo continuar a fingir que estou alheado. Peguei num clube que estava no 12.º lugar, afogado em dívidas, que não pagava salários há três meses, com jogadores a lutar no balneário. No ano seguinte, com um orçamento de 25 milhões, ficámos em segundo, lutámos pelo título e fomos à Liga dos Campeões. Não me venham dizer que não é possível", avançou, completando: "Não entremos em guerra civil. Sou sportinguista, não sou sócio, tudo bem. Não exijo nada. Quero dar, não quero receber".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG