Futebol

Bruno Duarte correu 83 metros para o golo do triunfo

Bruno Duarte correu 83 metros para o golo do triunfo

Bruno Duarte foi decisivo no triunfo obtido em Paços de Ferreira (1-2), na última jornada da Liga, marcando o golo que permitiu aos minhotos regressar aos triunfos no campeonato. Um golo que começou com uma recuperação de bola no setor defensivo e uma corrida de 83 metros.

"Lembro-me de ter recuperado a bola lá atrás, deixei para o Janvier, que deu para o Sacko e que lançou a bola para o Edwards. Só pensei em correr para a frente. Quando o Marcus recebeu a bola, eu já estava em progressão e em velocidade para a área, o Óscar atacou bem o primeiro poste, arrastando os centrais e eu fui feliz em encontrar o espaço na área para rematar. O Marcus também me viu bem e correu tudo muito bem. Foi um momento muito feliz", recordou, em declarações aos meios oficiais do clube, após ter sido considerado o homem do jogo.

"Foi especial, foi muito bom. É sempre bom poder viver momentos como este, de vitória, de três pontos fora de casa, da equipa toda unida para uma reviravolta, com um resultado difícil de alcançar. Estamos muito felizes e motivados já para o próximo jogo, com o Tondela, em casa", acrescentou.

Após terem estado a perder ao intervalo pela margem mínima (1-0), o brasileiro justificou a cambalhota no resultado. "A palavra-chave foi resiliência. A equipa soube aguentar um momento menos bom, soube ter cabeça fria e colocar os pés no chão. O nosso treinador também esteve bem no intervalo, fazendo as substituições e motivando-nos para mudar o jogo. Acho que foi um trabalho excecional de todos e dos adeptos, que nos empurraram também, e que resultou na reviravolta", concluiu.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG