Manchester United

Bruno Fernandes segue pisadas de Nani e Cristiano Ronaldo

Bruno Fernandes segue pisadas de Nani e Cristiano Ronaldo

Bruno Fernandes é a mais recente contratação do Manchester United e vai para um campeonato bem representado no que toca a jogadores portugueses, muitos deles com largo sucesso, como os também ex-Sporting Cristiano Ronaldo e Nani.

Depois de todas as negociações, a novela terminou e o Manchester United anunciou a contratação de Bruno Fernandes ao Sporting, por 55 milhões de euros, numa transferência que pode chegar aos 80 milhões, mediante os objetivos definidos a cumprir. O médio vai assinar por cinco épocas e meia e será a transferência recorde da história do Sporting, superando João Mário, que rumou ao Inter de Milão por 40 milhões.

Bruno Fernandes não é o primeiro caso de jogadores portugueses do Sporting a envergarem a camisola dos "red devils". Cristiano Ronaldo e Nani foram duas contratações sonantes dos ingleses ao Sporting e ambos tiveram um percurso notável pelo clube, sendo que o primeiro foi considerado o melhor jogador do mundo pela FIFA enquanto atleta do Man. United. Cristiano marcou um total de 118 golos e fez 68 assistências com a camisola dos "diabos vermelhos" e venceu todos os troféus possíveis em Inglaterra, antes de rumar para o Real Madrid. Na altura foi transferido para Inglaterra por apenas 19 milhões de euros, números irreais nos dias de hoje para um jogador de 18 anos com uma margem de progressão gigante.

Nani também se tornou uma figura marcante do clube inglês, onde atuou durante sete anos, com 40 golos marcados e 73 assistências apontadas. Rendeu 25,5 milhões de euros ao Sporting e venceu igualmente todos os troféus possíveis em Inglaterra. Tanto Cristiano como Nani conquistaram o coração dos adeptos de Old Trafford e ambos fazem parte do grupo restrito de melhores jogadores a vestir a camisola da equipa de Manchester.

A incógnita é ver como se adaptará Bruno Fernandes no "Teatro dos Sonhos", visto que o clube está neste momento aquém das expectativas e daquilo a que habituou os adeptos desde o início do século até à saída do mítico técnico Alex Ferguson, em 2013. Desde esse momento que o clube se encontra instável e com decisões controversas do ponto de vista associativo, no campo das transferências e salários conferidos ao plantel. Tirando os troféus conquistados por José Mourinho, o Manchester United vê-se numa situação negra para voltar a levantar uma taça e uma das esperanças da equipa é agora Bruno Fernandes.

PUB

O médio português pode mostrar toda a qualidade a que habituou os adeptos portugueses na Premier League e comandar os vermelhos de Manchester na missão de contornar a má fase. O United encontra-se em 5.º lugar no campeonato inglês, a seis pontos da posição que dá acesso à Liga dos Campeões, e também está a onze pontos da linha de descida de divisão. As exibições não têm sido favoráveis, muito menos os resultados, e perderam o melhor marcador da equipa, Marcus Rashford, possivelmente até ao final da temporada.

Com esta contratação, o United espera alcançar pelo menos um 4.º lugar na tabela classificativa e chegar o mais longe possível na Liga Europa. A ver como a direção do clube preparará a próxima temporada e quais serão os reforços a chegar. Bruno Fernandes é um médio que pode encaixar perfeitamente nesta equipa: é importante nos contra-ataques através da qualidade nas desmarcações e a descobrir os colegas de equipa. É útil no momento ofensivo através da facilidade de remate a meia e longa distância. É também importante no último passe e é um bom finalizador. No geral, é um jogador muito completo que poderá fazer a diferença nos "red devils".

Bruno Fernandes vai juntar-se a um campeonato que conta com a presença de inúmeros portugueses, distribuídos por vários clubes, com particular destaque para uma equipa. O Wolverhampton conta com sete portugueses no plantel: Rúben Neves, João Moutinho, Rui Patrício, Diogo Jota, Rúben Vinagre, Pedro Neto e Bruno Jordão. Geralmente, a equipa orientada por Nuno Espírito Santo alinha com mais portugueses do que vários clubes de Portugal.

Há ainda mais lusos em terras de Sua Majestade, como Domingos Quina no Watford, Gonçalo Cardoso no West Ham, Bernardo Silva e João Cancelo no Manchester City, Cédric Soares no Southampton, Diogo Dalot no Manchester United, Ricardo Pereira no Leicester, André Gomes no Everton e Gedson Fernandes no Tottenham.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG