Benfica

Bruno Lage e um jogo "sem emoções negativas do passado"

Bruno Lage e um jogo "sem emoções negativas do passado"

Na análise ao triunfo sobre o Zenit (3-0), que permitiu à equipa continuar nas provas da UEFA, através da Liga Europa, o treinador reconheceu que o Benfica merecia seguir na Liga dos Campeões.

"Sim [merecíamos continuar na Liga dos Campeões], mas olhe... Aquilo que nós fazemos é exatamente isto, é a cada momento preparar o melhor onze. Na primeira jornada utilizamos Cervi, porque entendíamos que era a melhor estratégia. Nesse jogo, ele teve uma bola isolado perante o guarda-redes, ainda com o resultado empatado, mas não teve a felicidade de marcar o golo. Hoje, seis jogos depois, é ele quem abre o marcador", defendeu Bruno Lage, em declarações à TVI.

O técnico prosseguiu, depois, na mesma linha de raciocínio: "O mais importante é termos consciência de duas coisas. Primeiro, entender o momento dos jogadores, da equipa, e escolher o melhor onze em função da estratégia e do poder do adversário. E, depois, é realmente sentir o crescimento que queremos e vir para os jogos deste nível sem emoções negativas do passado. Temos de vir para o jogo e fazer o melhor independentemente de ser Liga dos Campeões, Taça da Liga, Taça de Portugal ou campeonato nacional".

Bruno Lage, por fim, recusou-se a estipular um objetivo para a Liga Europa. "A nossa ambição é sempre a mesma, é recuperar os jogadores e preparar da melhor maneira o próximo jogo, que é com o Famalicão em nossa casa", devolveu o treinador.

Ainda sobre o triunfo sobre o Zenit, o técnico dos encarnados concluiu assim: "Acabámos por fazer um bom jogo e isso deixa-nos muito satisfeitos".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG