Liga dos Campeões

Bruno Lage vê Raúl de Tomás "tranquilo" antes do jogo com o Lyon

Bruno Lage vê Raúl de Tomás "tranquilo" antes do jogo com o Lyon

O treinador do Benfica reconheceu a importância de triunfar no reduto do Lyon, como via para cumprir o objetivo delineado no início da época de apurar a equipa para os oitavos de final da Liga dos Campeões. Bruno Lage também falou de Raúl de Tomás, a grande novidade na lista de convocados para o jogo desta terça-feira.

"Raúl de Tomás? Não é só no futebol, é na vida. Temos que estar sempre a refletir e a pensar na ação seguinte. É essa a nossa maneira de trabalhar e é isso que tentamos passar aos nossos jogadores, que eles olhem sempre para as diversas situações de uma forma equilibrada. E eu vejo o Raúl tranquilo...", começou por afirmar Bruno Lage, esta segunda-feira, já depois de se ter recusado a anunciar os dois atacantes que vão jogar esta terça-feira, em França.

O treinador do Benfica prosseguiu, depois, no mesmo tema: "É verdade que quando não se marca golos, isso pode influenciar um ou outro comportamento, mas por aquilo que tenho visto nos treinos... Ele e o Seferovic - o Vinícius e o Chiquinho não fizeram isso, porque estiveram a recuperar - estiveram 15 minutos a fazer exercícios de finalização e, depois, de dinâmica coletiva. Todos trabalham para estarem preparados quando merecerem uma nova oportunidade de jogar. Agora, eu, enquanto líder, tenho de olhar ao rendimento coletivo da equipa e a cada momento escolher o onze certo para garantir um bom jogo, uma boa exibição e os três pontos".

Numa análise mais geral ao duelo desta terça-feira, Lage afirmou que espera um "jogo semelhante ao da Luz", embora tenha sentido "algumas alterações nas dinâmicas ofensivas do Lyon". E explicou-as: "Ultimamente tem jogado com alas que procuram mais o jogo interior, mas na organização geral surgirá muito semelhante ao que foi no Estádio da Luz. Espero, por isso, um jogo muito competitivo, como todos deste grupo que é muito equilibrado. Temos que mostrar a nossa força coletiva, como aconteceu no primeiro jogo. O nosso objetivo, a nossa ambição e exigência é vencer".

Sobre a obrigatoriedade de vencer para manter vivo o objetivo de seguir para a próxima fase desta prova da UEFA, Bruno Lage atirou: "Claro que estamos conscientes de que é proibido falhar. Numa competição tão curta, quem perde os dois primeiros jogos já não tem possibilidades de perder mais pontos. Já era nessa posição que estávamos no jogo anterior com o Lyon e, como tal, temos essa ambição e essa exigência. [Passar aos oitavos de final] Foi o nosso objetivo desde início da época, não nos vamos esconder disso. Fazer uma Liga dos Campeões à altura daquilo que é o historial do clube, é a nossa exigência, vamos fazer de tudo para vencer o jogo".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG