Boavista

Bruno Onyemaechi: "Não podia recusar um clube tão grande"

Bruno Onyemaechi: "Não podia recusar um clube tão grande"

Nas primeiras palavras enquanto reforço do Boavista, Bruno Onyemaechi explica que não podia recusar a oferta dos axadrezados, devido à dimensão do clube, e garante ter dado "um passo em frente" na carreira.

"Estou muito contente, tive propostas de vários clubes mas quando me falaram do Boavista disse logo que não podia recusar um clube tão grande. É um passo em frente", disse o defesa, de 23 anos.

Bruno chega por empréstimo do Feirense, sendo que o Boavista fica com opção de compra no final da temporada, e contou a história de como ficou a conhecer o novo clube, quando ainda estava muito longe de pisar o relvado do Bessa.

PUB

"Tive um colega boavisteiro no Vila Real. Dizia-me maravilhas do clube, dos títulos conquistados, dos adeptos e do estádio. Tomei esta decisão pela enorme história do clube, é uma instituição centenária, está numa grande cidade e entra em todos os jogos para vencer. Enquadro-me na mística do Boavista e espero dar muitas alegrias aos adeptos", assumiu o nigeriano.

Na ainda curta carreira, Onyemaechi já representou os noruegueses do Lillestrom, enquanto júnior, tendo depois passado por Feirense e Vila Real. Enquanto jogador, o defesa define-se como um atleta "rápido e agressivo". "Sou um jogador rápido com boa leitura dos lances, que percebe os vários momentos do jogo. Também sou agressivo e dou tudo dentro do campo. Não gosto de perder mas, neste momento, o foco passa por ajudar a equipa a vencer o maior número de vezes possível", concluiu.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG