Estoril

Bruno Pinheiro: "Não nos podemos esquecer que o Benfica construiu um plantel para Champions"

Bruno Pinheiro: "Não nos podemos esquecer que o Benfica construiu um plantel para Champions"

Bruno Pinheiro, treinador do Estoril, considerou que a derrota frente ao Benfica, esta quinta-feira, na primeira mão das meias-finais da Taça de Portugal, assenta na diferença de valores entre os dois plantéis.

"A eliminatória já era complicada antes de começar. Ainda há mais um joguinho, vamos tentar dar o nosso melhor, como fizemos hoje, pena não termos chegado ao intervalo a ganhar. Creio que seria um prémio justo para aquilo que sofremos na primeira parte, porque não nos podemos esquecer que o Benfica construiu um plantel para Champions League", salientou o técnico canarinho.

"Sinceramente, a grande dificuldade que o Estoril sentiu foi na capacidade dos duelos, o adversário muito rápido, muito forte no choque, ganham sempre primeira e segunda bola e, a a partir daí, acabam por ter muito mais posse do que nós e isso dificulta o jogo", prosseguiu na análise.

Bruno Pinheiro defende que a saída de bola do Estoril ficou condicionada pela "velocidade, o chegar muito rápido e pela força no contacto. "Em termos táticos acho que estivemos bem. Quando se gasta 100 milhões num plantel para disputar a Champions é normal que essa diferença sobressaia", anotou o técnico canarinho.

E, apesar da derrota, não faltaram elogios à equipa: "Os jogadores do Estoril são fantásticos, encaram os jogos seriedade, nunca se entregaram. Estar a perder 3-1 contra o Benfica é extremamente difícil em termos mentais, mas eles aguentam-se lindamente e jogam até ao fim sempre com vontade de reduzir e quem sabe dar a volta. Os jogadores estão de parabéns em termos de entrega, de qualidade, de trabalho. Não posso pedir mais".

Bruno Pinheiro não deita ainda a toalha ao chão. "É mais um jogo. Vamos tentar jogar para ganhar", completou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG