O Jogo ao Vivo

Análise

Caminho com poucas pedras rumo ao Mundial do Catar

Caminho com poucas pedras rumo ao Mundial do Catar

Sorteio colocou Portugal no Grupo A, juntamente com Sérvia, República da Irlanda, Azerbaijão e Luxemburgo. Histórico dá favoritismo claro à equipa das quinas, que procura a presença na oitava fase final de um Campeonato do Mundo.

Houvesse possibilidade de escolher e dificilmente andaria muito longe disto. Se foi bom ou mau, logo se verá no campo, mas teoricamente Portugal não tem nada para se queixar em relação ao sorteio da qualificação para o próximo Campeonato do Mundo, a realizar daqui a dois anos. Sérvia, República da Irlanda, Azerbaijão e Luxemburgo são as outras seleções do Grupo A e tudo o que separa a equipa das quinas do Catar, sorte ditada ontem, via vídeo devido à pandemia de covid-19, em Zurique (Suíça).

É certo que o facto de estar no pote 1 livrava, desde logo, Portugal das outras grandes seleções do futebol europeu e isso era uma vantagem. Mesmo assim, os outros potes acolhiam adversários de respeito, mas quase todos foram para outros grupos. A exceção talvez seja a Sérvia, ainda que a qualidade individual de gente como Matic, Milinkovic-Savic, Jovic, Tadic ou Mitrovic esteja muito longe de ser relevante coletivamente: a título de exemplo, os sérvios vão falhar o Europeu, depois de terem sido eliminados pela Escócia no play-off e de terem ficado atrás de Portugal na fase de apuramento.

Portugal nunca perdeu com a Sérvia (três vitórias e três empates), mas já foi derrotado pela República da Irlanda, o outro adversário previsivelmente mais complicado do grupo. Os irlandeses venceram quatro dos 13 duelos frente à seleção portuguesa, mas a última vez que isso aconteceu foi em 2005, num particular. Por outro lado, Azerbaijão, que perdeu cinco dos seis confrontos anteriores com a seleção portuguesa, e o Luxemburgo que, em 17 jogos contra Portugal perdeu 15, empatou um e ganhou outro, este em 1961, são as equipas candidatas aos últimos dois lugares da classificação. A juntar isto, há também o facto de o Grupo A ser composto por apenas cinco equipas, algo que é comum a outros quatro dos dez grupos que fazem a fase de qualificação para o Mundial. Os restantes grupos têm seis seleções.

Luta e competitividade

PUB

O sorteio ditou vidas mais ou menos facilitadas para Espanha, Alemanha, Inglaterra, França e Bélgica. Já o Grupo G, com Holanda, Turquia e a promissora Noruega, e o H, com Croácia, Eslováquia e Rússia, todas presentes no próximo Europeu, são os que prometem mais luta e competitividade pelo primeiro lugar, o único que garante acesso direto ao Catar. Os jogos decorrem entre março e novembro do próximo ano.

Diplomacia em jogo no Grupo B

O Kosovo deixou de ser hipótese para o grupo de Portugal devido aos problemas civis com Sérvia, mas disputará o Grupo B com Espanha, Suécia, Grécia e Geórgia. Destes quatro, apenas a Suécia reconhece a independência kosovar, algo que, no entanto, não inspira preocupação.

Primeiro Mundial no inverno

O Campeonato do Mundo de 2022 será o primeiro a ser disputado durante os meses de inverno. De maneira a evitar o período de mais calor no Catar, a FIFA agendou a competição para o final do ano, entre os dias 21 de novembro e 18 de dezembro.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG