Triatlo

Campeão olímpico ampara irmão que desfalece a 700 metros da meta

Campeão olímpico ampara irmão que desfalece a 700 metros da meta

O campeã olímpico de triatlo, Alistair Brownlee, ajudou o irmão, Jonathan, que desfaleceu a cerca de 700 metros do fim da última prova do mundial da modalidade. Um esforço para tentar levar o "mano" mais novo ao título.

Os dois irmãos, que conseguiram ouro e prata no triatlo nos Olímpicos do Rio de Janeiro, no Brasil, protagonizam uma cena rara no desporto, durante a última etapa do Mundial de triatlo, no México, este domingo.

Jonathan Brownlee ficou sem forças a cerca de 700 metros da meta, na última prova do circuito mundial de triatlo, em Cozumel, no México. Alistair vinha atrás e amparou o irmão até à final.

Já sobre a meta, Alistair fez mais: empurrou o irmão, para que Jonathan ficasse em segundo lugar, de forma a tentar conquistar pontos suficientes para ganhar o título Mundial. Não foi suficiente, uma vez que o título mundial ficou para o espanhol Mario Mola, que ficou em quinto lugar na prova do México.

A prova foi ganha pelo sul-africano Henri Schoeman, terceiro classificado nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.No México, Brownlee terminou a 18 segundos de Schoeman, que concluiu os três segmentos (natação, ciclismo e corrida) em 1:46.50 horas e retirou os pontos suficientes ao britânico, permitindo que Mola se sagrasse pela primeira vez campeão, com escassos quatro pontos de vantagem.

O calor e a humidade são apontados como as causas prováveis para que o britânico tivesse que ser amparado por um assistente antes de ter o irmão a abraçá-lo e a fazê-lo chegar à meta.

Assistido no local, Jonathan foi depois transportado para um hospital, por precaução.

Outros Artigos Recomendados