Futebol

Bomba artesanal perto do estádio em Roma desativada pela polícia

Bomba artesanal perto do estádio em Roma desativada pela polícia

A polícia italiana desarmou, esta quarta-feira, um engenho explosivo artesanal perto do Estádio Olímpico de Roma, palco do Itália-Suíça, do Grupo A do Euro2020, e pouco antes do início do jogo.

Pouco depois das 17.30 horas locais, a polícia transalpina foi chamada a uma rua no bairro de Prati, que fica relativamente perto do estádio e é local de passagem dos adeptos, para ver um carro suspeito e, como medida de precaução, cortou várias artérias circundantes.

O engenho, que era feito de pólvora, parafusos e fios elétricos, foi desativado e a partida realizou-se sem qualquer contratempo e sem mudanças no esquema de segurança.

Segundo a imprensa romana, a ameaça de bomba não está relacionada com o Euro2020, uma vez que o veículo pertencerá ao político de esquerda Marco Andrea Doria, ex-presidente da câmara de Génova e, atual presidente da Mesa para a Reurbanização de Parques e Vilas Históricas de Roma, que já confirmou ter sido alvo de ameaças nos últimos meses.

"Foi encontrada uma bomba no carro de Marco Doria. É um facto muito grave, expresso a minha total solidariedade", escreveu a presidente da cidade de Roma, Virginia Raggi, na rede social Twitter.

As autoridades confirmaram a existência do engenho explosivo e já abriram uma investigação para apurar os responsáveis pela situação.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG