Euro 2020

Marcelo admite ir a Sevilha "dentro do respeito das regras"

Marcelo admite ir a Sevilha "dentro do respeito das regras"

O presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, admitiu a possibilidade de se deslocar a Sevilha para assistir ao jogo de Portugal contra a Bélgica, no domingo. O presidente saiu em defesa de Ferro Rodrigues, que gerou polémica ao apelar aos portugueses para irem a Sevilha "de forma massiva".

Na quarta-feira à noite, após a passagem de Portugal aos oitavos de final do Euro 2020, o presidente da Assembleia da República apelou aos portugueses "que se desloquem de forma massiva para o Sul de Espanha e possam apoiar uma grande vitória de Portugal". Nessas declarações, que estão a gerar polémica, Ferro Rodrigues disse que falou com o presidente da República, com quem combinou ir a Sevilha ver o jogo da seleção contra a Bélgica.

Esta quinta-feira, à margem das cerimónias do 24 de junho em Guimarães, Marcelo Rebelo de Sousa saiu em defesa de Ferro Rodrigues: "Eu penso que o que o senhor presidente da Assembleia da República quis dizer é que os que puderem ir, dentro do respeito das regras sanitárias, apela-se a que vão. Os que podem ir ainda são uns milhares de pessoas".

O próprio Marcelo Rebelo de Sousa disse ter esperado pelo final do Conselho de Ministros desta quinta-feira para decidir se ia ver o jogo ou não: "Não ia evocar eu o estatuto de presidente da República para ir a Sevilha quando todos os demais não fossem. O conhecimento de que se pode ir desde que se tenha certificado, e eu tenho certificado, já torna mais fácil ponderar essa hipótese".

A região de Andaluzia, da qual faz parte Sevilha, é uma das que regista a pior incidência de covid-19 de toda a Europa. O número de casos nos últimos dias tem sido superior a mil naquela região, o que corresponde a uma incidência superior a 200 casos por 100 mil habitantes, de acordo com o Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG