Vítor Bruno

"Se Portugal tiver 11 Sérgios Conceição pode estar muito perto de ganhar"

"Se Portugal tiver 11 Sérgios Conceição pode estar muito perto de ganhar"

A seleção portuguesa venceu a Alemanha pela última vez em 2000, na cidade holandesa de Roterdão, com três golos de Sérgio Conceição.

Ao JN, Vítor Bruno, adjunto do atual treinador do F. C. Porto, realçou, em Budapeste, que o "hat-trick", no Europeu de 2020, foi um feito único. "Tive oportunidade de ver esse jogo, é um orgulho muito grande trabalhar com alguém que está ligado a uma história tão bonita. Se Portugal tiver 11 Sérgios Conceição frente à Alemanha poderá estar muito perto de ganhar. Não só pela qualidade que o Sérgio tinha enquanto jogador como também pela paixão pelo jogo", afirmou.

A entrega era uma das imagens de marca de Sérgio. "A bravura, o estoicismo, penso que isso faz a diferença hoje em dia no futebol. Não é só a qualidade, são necessários outros pressupostos e se calhar outro tipo de requisitos que na altura o Sérgio tinha e que hoje também transporte para a posição de treinador", argumentou Vítor Bruno.

Pepe, futebolista dos dragões e um dos esteios da seleção, foi muito elogiado pelo treinador portista. "É difícil de o qualificar... O Pepe é um monstro, não só pelo seu desempenho e rendimento, é também um exemplo para todos aqueles que pensam ser um dia jogador de futebol".

Segundo Vítor Bruno, a longevidade do central, de 38 anos, deve-se à forma como se dedica ao futebol. "Para quem trabalha com ele diariamente é fácil de perceber. É extremamente sério, tem uma componente de bravura brutal, fantástica, é alguém que é o primeiro a chegar ao treino e o último a sair. Vai continuar a ter um desempenho fantástico", anteviu.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG