Euro2020

Southgate culpa-se por derrota, Mancini fica sem palavras pela vitória

Southgate culpa-se por derrota, Mancini fica sem palavras pela vitória

No rescaldo da vitória italiana diante da Inglaterra, o selecionador inglês, Gareth Southgate não escondeu o desalento pela derrota e assumiu a responsabilidade pelas três grandes penalidades falhadas pelos jogadores ingleses. Já Mancini, do lado de Itália, não conseguiu segurar as lágrimas.

"A responsabilidade é minha. Fui eu que decidi quem ia bater os penáltis, conforme o que eles fizeram no treino. Ninguém está por si só. Ganhamos juntos e quando não conseguimos vencer também estamos juntos. Agora, no que toca aos penáltis, a decisão foi minha e isso vai recair sobre os meus ombros", começou por dizer Southgate.

"Em algumas alturas jogámos muito bem, mas depois não conseguimos manter a posse de bola, sobretudo no segundo tempo. Mas não vale a pena estar a criticar, foi uma alegria imensa trabalhar com este grupo", acrescentou o selecionador inglês, destacando ainda o "orgulho" que sente pelos jogadores, apesar de terem deixado escapar o troféu.

"Temos de nos sentir desapontados porque as oportunidades para vencer um troféu são tão raras, mas quando eles refletirem em tudo o que fizeram vão encontrar motivos para ficarem extremamente orgulhosos", disse Southgate. "Agora, neste momento, é uma dor enorme porque queríamos dar uma noite especial ao nosso país, vencer o primeiro Europeu, e não fomos capazes", concluiu o selecionador inglês.

Já Mancini era, naturalmente, um homem feliz. O treinador italiano não conseguiu segurar as lágrimas depois do apito final e só tinha elogios para os jogadores.

"Não sei o que dizer, estes rapazes foram formidáveis. Fomos corajosos, verdadeiramente corajosos. Sofremos o golo rapidamente e isso colocou-nos em dificuldade, mas depois dominámos o jogo. Esta noite estamos felizes, é importante para todo o mundo, para todos os adeptos", vincou.

PUB

A Itália sagrou-se, domingo, campeã europeia depois de vencer a Inglaterra nas grandes penalidades. Italianos sucedem a Portugal e voltam a vencer um Europeu 53 anos depois.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG