Críticas

Voyeurismo com Eriksen? Realizador garante autorização para mostrar "emoção do momento"

Voyeurismo com Eriksen? Realizador garante autorização para mostrar "emoção do momento"

O realizador do jogo Dinamarca-Finlândia, que no sábado ficou marcado pelo incidente com o jogador dinamarquês Eriksen, que caiu inanimado no relvado e teve de ser reanimado, defende que captou imagens que refletiram a emoção do que estava a acontecer.

Em reação às críticas de que está a ser alvo por causa da transmissão do episódio com Eriksen - que se encontra "estável" no hospital - Jean Amsellem, realizador responsável pela transmissão do Dinamarca-Finlândia (0-1), rejeitou ter explorado o momento e protegeu-se com a permissão que a UEFA lhe deu para gravar determinados momentos do incidente.

"Não foi voyeurismo. Disseram-nos para não fazermos planos fechados do jogador a receber o tratamento, mas permitiram-nos recolher imagens que mostrassem a emoção do momento", explicou Amsellem, em declarações ao jornal francês "L'Equipe".

O encontro de sábado entre a Dinamarca e a Finlândia, no Estádio Parken, em Copenhaga, em jogo do Grupo B do Euro 2020, foi interrompido ao minuto 43 depois de o médio dinamarquês Eriksen ter caído inanimado no relvado e ser reanimado ainda no estádio. Assim que o jogador começou a ser assistido e reanimado pelas equipas médicas, os colegas do plantel, visivelmente consternados com a situação, formaram uma espécie de cordão humano de forma a garantir privacidade e proteção ao colega de equipa. Mas antes da intervenção dos jogadores, a transmissão televisiva do encontro captou, durante alguns segundos, em plano apertado, Eriksen de olhos estáticos e sem qualquer reação corporal ou facial, estendido no relvado, o que gerou críticas e indignação.

------- GRUPOS ----------

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG