Bolsa

Ações da Juventus afundam quase 10%

Ações da Juventus afundam quase 10%

O título do clube de futebol Juventus perdeu esta sexta-feira quase 10% na Bolsa de Milão, quando cresce o mal-estar à volta de Cristiano Ronaldo, acusado de violação nos Estados Unidos.

Pelas 17.41 horas (16.41 horas em Portugal continental), as ações da Juventus Futebol Clube desvalorizavam 9,92% na Bolsa de Milão, para 1,19 euros, depois de começar a ser negociada a 1,30 euros na sessão desta sexta-feira.

A polícia de Las Vegas anunciou na segunda-feira que abriu uma investigação às acusações feitas por Kathryn Mayorga, de 34 anos, que alega, numa denúncia civil, que Ronaldo a sodomizou sem consentimento em junho de 2009.

O jogador negou "vigorosamente" estas acusações, dizendo que a violação é "um crime abominável", mas os seus principais patrocinadores começaram a fazer-se ouvir: a Nike disse estar "profundamente preocupada" e a EA Sports (editora de videojogos como o FIFA), por sua vez, falou de uma situação "preocupante".

Na Bolsa de Valores de Milão, a chegada de Ronaldo fez voar o título de Juventus. A 20 de setembro o título subiu para 1,8064 euros (+ 180%), seu máximo histórico desde a entrada da Juve na bolsa, em 2001.