Liga dos Campeões

Cristiano Ronaldo fala das "boas batalhas" com Messi: "Hoje levei a melhor"

Cristiano Ronaldo fala das "boas batalhas" com Messi: "Hoje levei a melhor"

A Juventus venceu o Barcelona em Camp Nou, por 3-0, e no final da partida da Liga dos Campeões, Cristiano Ronaldo não se inibiu de comentar o reencontro com o eterno rival, Lionel Messi.

"Partilhámos o mesmo palco durante 12, 13, 14 anos... Nem sei... É um jogador com quem me dei sempre bem. A rivalidade é feita pela Imprensa, porque é normal, mas eu nunca senti rivalidade. Simplesmente ele joga no Barcelona, eu joguei pelo Real Madrid, Manchester e, agora, pela Juventus. Sempre houve esse duelo. Hoje deu para mim, consegui marcar dois golos, mas têm sido sempre boas batalhas. Ele tenta fazer o melhor pelo clube dele e eu pelo meu, mas hoje levei a melhor", regozijou-se Cristiano Ronaldo, aos microfones da Eleven Sports.

Aos 35 anos, Cristiano Ronaldo ainda não dá sinais de pretender pousar as chuteiras e deixa, aos portugueses, a promessa de que se está a preparar da melhor forma para chegar a bom nível ao Campeonato da Europa, que se disputa em 2021. "Vivo o momento, vivo o presente. Sinto-me bem, com força, estou a fazer golos importantes. O que eu mais quero é continuar. Vai ser um ano muito difícil, tenho de ter a inteligência necessária para fazer uma boa gestão, sabendo que é ano de Europeu. Mas estou preparado, tenho feito as coisas bem, tenho-me preparado bem e os resultados estão a aparecer. O que quero é continuar o meu caminho esta época e os próximos anos que virão", acrescentou.

Sobre o jogo com o Barcelona, cuja vitória permitiu à Juventus apurar-se para os oitavos de final da Liga dos Campeões no primeiro posto do grupo, CR7 rematou assim, certeiro como sempre: "Sabíamos que era uma missão muito difícil, mas no futebol tudo é possível. Contra uma excelente equipa, entrámos bem no jogo, conseguimos fazer um golo cedo e isso deu-nos esperança. A equipa esteve bem nos primeiros 30 minutos, com confiança, marcámos os dois primeiros golos e, depois, foi aguentar. Na segunda parte, o Barcelona tinha que forçar, porque tinha de virar o resultado, mas nós esperámos e conseguimos marcar o terceiro. Acho que foi um jogo bom, independentemente de não ter adeptos, que este estádio é muito mais bonito com adeptos. Mas foi bom, foi bom passar em primeiro. Ganhar 3-0 em Barcelona não é nada fácil".

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG