Aniversário

Cristiano Ronaldo faz 34 anos mais apaixonado do que nunca

Cristiano Ronaldo faz 34 anos mais apaixonado do que nunca

Os planos para a festa do 34.° aniversário eram, até segunda-feira, desconhecidos. É sempre difícil adivinhar onde está Cristiano Ronaldo que, a bordo do seu jato privado, "voa" rapidamente para onde quiser.

E a prova é que, sem aviso prévio, assistiu, no domingo, ao jogo entre Sporting e Benfica, em Alvalade. Ao lado da namorada, Georgina Rodríguez, por quem se mostra apaixonado e a quem dedicou uma declaração a 27 de janeiro, dia em que ela fez 25 anos: "Felicidades à mulher mais maravilhosa que Deus pôs no meu caminho".

Com a mãe, Dolores Aveiro, especula-se que a relação esfriou, sobretudo quando, no dia de anos de Dolores Aveiro, a 31 de janeiro, o jogador da Juventus passou o dia no Dubai, com Georgina, o filho Cristianinho e amigos. Anteontem, Dolores assistiu ao jogo num camarote ao lado daquele onde estava CR7 abraçado à namorada. Porém, foi dia para o futebolista matar saudades do sobrinho Dinis, filho da irmã Katia, privando com os amigos Miguel Paixão e Nana Amado, junto de quem deverá soprar hoje as velas.

Ano difícil

Ronaldo está de parabéns após um ano que não foi fácil. Aos 33 anos, o futebolista português não foi crucificado, mas passou por várias adversidades, a maioria depois de, no verão, ter deixado o Real Madrid para se transferir para Turim, em Itália, onde vive.

Em julho foi recebido euforicamente, com contas a ajustar com o Fisco em Espanha. E, em pleno processo de adaptação à nova casa, no final de setembro, nova bomba com a norte-americana Kathryn Mayorga a acusá-lo de violação, em Las Vegas, num caso que remonta a 2009.

O processo com as finanças espanholas chegou agora ao fim (com pagamento de 18,8 milhões de euros e dois anos de prisão suspensa), mas CR7 ainda depende da investigação das autoridades americanas para ficar tranquilo, embora já se tenha manifestado confiante no melhor desfecho. "Vou aproveitar o futebol e a vida, do resto, tenho pessoas para cuidar da minha vida e a verdade estará sempre em primeiro lugar", assegurou. E neste caso tem o apoio da família, com a mãe e as irmãs a lançarem uma corrente solidária.

Mais maduro e menos premiado

Problemas de foro privado pareciam ameaçar a performance no jogar nos relvados que só começou a marcar golos no quarto jogo pelos "bianconeros" para o campeonato italiano. Fê-lo com um "bis", quebrando o "jejum", numa altura em que perdeu o prémio "The Best" da FIFA para Luka Modric, menos de três meses antes de ver o craque arrecadar também a bola de ouro da "France Football", um troféu que o português já levantou cinco vezes.

Familiares e amigos insurgiram-se a favor de Ronaldo que, o mês passado, voltou às distinções no Dubai, sendo eleito o melhor jogador de 2018 nos Globe Soccer Awards, no Dubai.

Nos bons e nos maus momentos, Cristiano contou sempre com o apoio da namorada. O casal tem uma filha em comum, Alana Martina, de quase 15 meses (a única com nacionalidade portuguesa), mas a jovem assumiu os restantes três filhos do companheiro como sendo seus, proporcionando-lhe a desejada estabilidade.

Mais maduro e apegado à família, na qualidade de pai e de marido (apesar de não ter a relação firmada num papel, apesar de uma troca de anéis ter dado indícios a um noivado), o madeirense deixou de estar tão ligado à mãe, Dolores Aveiro, levantando rumores de um afastamento premeditado.

Chegado aos 34 anos, Ronaldo pouco terá ainda a provar, alheio às polémicas, inclusive com alegadas traições, sempre inseparável da mulher que o conquistou no final do verão de 2016.