O Jogo ao Vivo

Futebol

Cristiano Ronaldo sobre a final do Euro 2016: "Ri, chorei e embebedei-me"

Cristiano Ronaldo sobre a final do Euro 2016: "Ri, chorei e embebedei-me"

O português Cristiano Ronaldo deu uma entrevista ao site DAZN Itália, publicada esta quinta-feira, na qual afirmou ser "o melhor neste momento", falou sobre a carreira, a adaptação a Itália e elegeu a vitória no Euro 2016 como o troféu mais importante.

A vitória no Campeonato Europeu por Portugal, em 2016, foi para CR7 o título mais especial de todos os que já conquistou. "Foi o troféu mais importante da minha carreira. Ri, chorei, fiz de treinador e embebedei-me no final da partida. Esse dia foi especial", disse em entrevista ao site italiano.

Já no que toca a comparações, Ronaldo não hesitou. "O melhor neste momento sou eu, não tenho defeitos. No ano que vem veremos", afirmou o jogador da Juventus, naquela que terá sido a declaração mais polémica, pois ficou em terceiro lugar nas votações para a eleição do melhor jogador do Mundo "FIFA The Best" e para a Bola de Ouro.

CR7 falou também do jogo particular entre o Sporting e o Manchester United que lhe mudou a vida."Recordo-me desse amistoso com o United, estava muito emocionado. Estou muito contente com a forma como joguei, foi extraordinário. No final do jogo, Sir Alex Fergunson disse-me que me queira em Manchester. Tinha 18 anos e estava muito feliz", assinalou.

Quando instado a escolher o melhor golo da carreira, o internacional luso apontou o "pontapé de bicicleta contra a Juventus". "Todos me aplaudiram, foi esplêndido. Hoje estou feliz na Juventus, gosto do clube, que é o maior de Itália, tem uma história extraordinária", salientou o avançado, continuando: "Encanta-me tudo sobre a Juve e a cultura italiana, estou feliz aqui e quero jogar mais alguns anos".

"Estamos bem adaptados e gostamos de morar em Itália. É uma realidade diferente, um país, uma língua e uma cultura diferentes, mas consegui adaptar-me bem. Sempre vivi fora de casa desde os meus 11 anos. Fui para Inglaterra aos 18 anos, fui para Madrid com 25 anos, vim para Turim com 33, por isso não é dificuldade adaptar-me a um país e uma cultura diferentes", finalizou Cristiano Ronaldo.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG