Premium

Mísseis de Cristiano Ronaldo só têm alcance na seleção

Mísseis de Cristiano Ronaldo só têm alcance na seleção

Cristiano Ronaldo ainda não marcou de livre direto esta época e confirma tendência negativa dos últimos anos. Dos três golos conseguidos desde 2017/18, dois foram ao serviço de Portugal.

Aaron Ramsey também tem culpa neste cartório, só que a avidez galesa por marcar ao Lokomotiv de Moscovo e com isso impedir o primeiro golo de livre de Cristiano Ronaldo na Juventus - ainda que com uma ajuda do guarda-redes da equipa russa - é só um pormenor numa tendência negativa já impossível de esconder. A eficácia de CR7 nas bolas paradas já teve melhores dias, cai há anos consecutivos e não é pior porque quase tudo se transforma na seleção: desde junho de 2018, o capitão português só foi feliz duas vezes nestes lances, ambas com as quinas ao peito.

Dos 54 golos de livre direto que Cristiano Ronaldo contabiliza na carreira profissional, apenas três foram nos últimos dois anos e meio. A Suíça, na meia-final da Liga das Nações, foi a última vítima, sucedendo à Espanha, que também provou deste veneno, precisamente um ano antes, no Mundial de 2018. Pelo meio nada e depois também um vazio. Que é como quem diz (ainda) não há golos oficiais de Ronaldo de livre na Juventus, o clube que representa desde junho do ano passado, facto que já levou a Imprensa italiana a questionar a insistência de Sarri. Até ver, sem efeito.