CR7

Paula Leça é uma das "raparigas" que ofereceu hambúrgueres a Cristiano Ronaldo

Paula Leça é uma das "raparigas" que ofereceu hambúrgueres a Cristiano Ronaldo

Em entrevista ao canal britânico ITV, Cristiano Ronaldo revelou o desejo de reencontrar "a Edna e duas outras raparigas" que, na sua adolescência, lhe davam sobras de hambúrgueres em Lisboa, para retribuir. E uma delas já foi encontrada.

Paula Leça era uma das funcionárias do McDonald"s, no antigo estádio de Alvalade, a que o craque da Juventus se referiu na conversa com o jornalista Piers Morgan e até já tinha contado a história à família.

"Apareciam à frente do quiosque, como quem não quer a coisa, e quando havia hambúrgueres a mais a nossa gerente dava-nos autorização para cedê-los. Um deles era o Cristiano Ronaldo, que por acaso era o mais tímido. Era assim que acontecia quase todas as noites da semana", recordou Paula, em declarações à Rádio Renascença.

Notada a timidez do futebolista, quando ele tinha 12 anos, a "rapariga" de então lembra-se que "não era sempre ele que pedia, ficava até para trás".

Paula Leça achou curioso ser CR7 a partilhar agora o assunto, mostrando-se disponível para um jantar, depois de ele ter dito querer retribuir o gesto do passado.

"Ainda estou a achar graça. Já tinha contado ao meu filho... que achava que era mentira, porque a mãe dele nunca na vida poderia ter dado um hambúrguer ao Cristiano Ronaldo. O meu marido já sabia, foi algumas vezes buscar-me à noite e também viu. É engraçado que se volte atrás no tempo... Mostra a humildade dele. Só falta o jantar? (risos) 'OK', se chegar, chegou. Pelo menos as pessoas sabem que isto não era uma invenção. Se vier o convite, lá estarei com certeza. A primeira coisa será agradecer e, no jantar, teremos tempo para recordar esse tempo", rematou Paula Leça.

Nas redes sociais, o marido, José Costa, comentou com amigos que eles nem imaginam "as voltas que isto já deu", referindo-se à história que ainda promete dar mais que falar.